Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem morre em ação policial de dispersão na Cracolândia

Não há informações oficiais de onde veio o disparo. O tiro atingiu o tórax de Raimundo Nonato Rodrigues Fonseca Júnior, de 32 anos, em São Paulo. A Defensoria Pública foi acionada e apura se houve excesso ou violação de direitos humanos

Rayanne Bulhões

Um homem foi morto em uma ação policial na região da Cracolândia, em São Paulo (SP), na noite desta quinta-feira (12). O 'tumulto' foi registrado por moradores próximos a Avenida Rio Branco. A vítima era Raimundo Nonato Rodrigues Fonseca Júnior, de 32 anos. Ele foi atindido com um tiro do tórax. As informações são do G1.

Equipes do Corpo de Bombeiros chegaram a socorrer Raimundo. Ele foi encaminhado para a Santa Casa, mas não resistiu. Ainda não se sabe quem disparou e nem local do disparo. A Defensoria Pública foi acionada e apura se houve excesso ou violação de direitos humanos.

VEJA MAIS

Janaina critica distribuição de alimentos na Cracolândia; padre Julio rebate
A declaração veio após o padre Julio Lancellotti denunciar que a Polícia Militar tentou impedir a entrega das marmitas neste fim de semana


 

Entenda o Caso

Na noite da quinta-feira (12), os agentes de segurança trabalhavam em uma dispersão na via. De acordo com a polícia, Raimundo foi baleado durante um ‘tumulto’, mas a corporação não deu detalhes do que ocorreu. Algumas imagens circularam as redes sociais. Um grupo de pessoas passam pela avenida, armadas, e em seguida há barulhos de tiros.

A ocorrência foi registrada como homicídio. Um boletim de ocorrência foi registrada no 2º Distrito Policial e vai ser registrada pelo Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa. Pelas redes sociais, o Vigário Julio Lancellotti, da Arquidiocese de S.Paulo e defensor de Direitos Humanos, se manifestou pelas redes sociais.

 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA