CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X
logo jornal amazonia

Homem é encontrado morto com pés e mãos amarrados no Aurá, em Ananindeua

O caso ocorreu na manhã desta sexta-feira (31)

O Liberal

Um jovem, que ainda não teve a identidade revelada, foi encontrado morto com os pés e mãos amarrados, na manhã desta sexta-feira (31/05), no bairro do Aurá, em Ananindeua. Conforme as informações repassadas pela Polícia Militar, o jovem apresentava marcas de disparos de arma de fogo no corpo. Não há informações sobre os autores do homicídio.

De acordo com o 30º Batalhão de PM, responsável pela área, uma viatura foi informada, via Centro Integrado de Operações (CIOp), que populares haviam encontrado um corpo na área da Estrada Santana do Aurá. Ao chegar no local, os agentes constataram o homicídio. O corpo do homem, que aparentava ter entre 20 e 25 anos, estava jogado em uma área de mata. As mãos e os pés estavam amarrados com cordas. A vítima, que vestia um shorts e estava sem camisa, tinha marcas de tiros na região das costas. Segundo a PM, características de execução

Os populares que estavam no local não souberam informar se a vítima morava na área. Os PMs acionaram a Polícia Civil e Científica. Uma análise foi feita no local onde o corpo estava para desvendar se a vítima foi morta no local ou apenas deixada na área de matagal. O corpo foi removido após perícia. 

A Redação Integrada de O Liberal solicitou mais informações sobre o caso para a Polícia Civil e foi informada que equipes da Delegacia do Aurá e da Divisão de Homicídios estão no local e trabalham para identificar o corpo e autoria do homicídio. Informações que auxiliem as investigações podem ser repassadas pelo 181 ou pelo Whatsapp (91) 98115-9181.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA