Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem de 43 anos é acusado de estuprar as enteadas de 12 e 16 anos, em Itupiranga

Caso aconteceu no sudeste do Pará

O Liberal

Um homem foi detido, nesta quinta-feira (10), suspeito de abusar sexualmente de duas enteadas em Itupiranga, no Pará. De acordo com a Polícia Militar, ele foi detido porque um morador da Vila Cruzeiro do Sul, zona rural do município, informou aos militares que foi procurado por uma mulher reclamando de que o companheiro estava abusando sexualmente das duas enteadas, as filhas dela de 12 e 16 anos de idade. As informações são do site Portal Pebão.

O morador procurou a polícia e relatou os abusos aos militares que, de imediato, fez diligências e localizou Antônio de Jesus Alves de Souza, de 43 anos, na zona rural de Itupiranga.

De acordo com a Polícia Militar, em Itupiranga, o homem só foi detido, nesta quinta-feira (10), porque um morador da Vila Cruzeiro do Sul, zona rural do município, informou aos militares que foi procurado por uma mulher reclamando de que o companheiro estava abusando sexualmente das duas enteadas, as filhas dela de 12 e 16 anos de idade. Com informações do site Portal Pebão.

O morador procurou a polícia e relatou os abusos aos militares que, de imediato, fez diligências e localizou Antônio de Jesus Alves de Souza, de 43 anos, na zona rural de Itupiranga.

Na casa, a mãe das meninas contou ainda aos policiais que a filha de 16 anos sofria abuso do padrasto desde os 10 anos de idade. No imóvel, foi encontrada uma espingarda calibre 28 e munições intactas.

Antônio Souza foi conduzido juntamente com as duas vítimas, a mãe das meninas e também conselheiros tutelares à Delegacia de Itupiranga, para os procedimentos legais cabíveis.

Segundo o Tenente Aldir,  da Polícia Militar, uma outra informação surgiu no desenrolar do caso mas esta não foi confirmada até então. A notícia de que uma adolescente 17 anos, filha biológica de Antônio, teria fugido de casa em razão da violência sexual do pai.

O tenente assegurou que as informações serão investigadas. "Agora tudo está a cargo da polícia judiciária para as devidas investigações e esclarecimento do caso", afirmou o militar.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA