Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem acusado de esfaquear e por fogo na esposa tenta o suicídio para não ser pego

Ao perceber a presença dos policiais que o levariam preso, Whilso Santana cravou uma faca no próprio pescoço

Com informações do portal do Holanda

Foi preso na tarde desta segunda-feira (3) Whilso de Carvalho Santana, de 38 anos, sob a acusação de feminicídio. Ele é acusado de ter matado a companheira a facadas e depois ter tentado atear fogo no corpo da vítima. O caso ocorreu no último sábado (1), no bairro do Morro na Liberdade, na Zona Sul de Manaus (AM).

A diarista Verônica Sena dos Santos, de 37 anos, foi morta a golpes de faca. Foram 12 estocadas. Segundo depoimento de familiares e vizinhos do casal, os dois viviam um relacionamento abusivo, marcado por brigas, discussões, violências físicas e morais. 

Segundo o titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros - DEHS, delegado Charles Araújo, Whilso já tinha vários Boletins de Ocorrência registrados em seu nome. “A própria vítima já tinha feito um B.O. por ameaça recebida do companheiro”, contou.

Após o crime, o acusado fugiu para a casa de um familiar, na Zona Norte da capital amazonense, mas a polícia descobriu o paradeiro dele. No momento em que se preparava para detê-lo, Whilso percebeu a presença dos agentes e tentou se matar enfiando uma faca de cozinha no pescoço, e também desferiu golpes pela barriga. Com ele também foi achada uma navalha, o que levou a delegada a acreditar que ele planejava atacar a equipe de investigação.

“Quando chegamos na casa, a porta estava trancada com sete cadeados, mas mesmo assim desconfiamos que ele estava lá dentro. Arrombamos a porta e encontramos ele embaixo da cama, com um faca na altura do pescoço. Perguntei se ele havia tentado se matar e ele disse que sim", informou Marília Campelo.

Após a prisão, Whilso foi levado ao Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, onde recebeu os  primeiros socorros e, depois, foi encaminhado para fazer o exame de corpo de delito.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA