Homem é preso em Santo Antônio do Tauá por tráfico de drogas e receptação

Douglas Campos da Silva foi flagrado em uma moto roubada, com duas pedras de óxi

Com informações da Polícia Civil

Um homem identificado como Douglas Campos da Silva, de 25 anos, foi preso nesta segunda-feira (11) em Santo Antônio do Tauá, nodeste paraense, acusado de tráfico de drogas e receptação. Com ele, policiais da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) apreenderam duas pedras de óxi - um tipo de cocaína. A prisão foi realizada durante investigações realizadas pela equipe da Denarc. Segundo o delegado Cleiton Costa, uma denúncia anônima repassada ao telefone 181 (Disque-Denúncia), de que um homem estaria em uma moto roubada fazendo o transporte de drogas, levou a equipe policial até o acusado.

Ao ser abordado, Douglas foi flagrado com as drogas escondidas no bolso da calça. A moto apresentava registro de roubo. Ele foi conduzido para a sede da Denarc, em Belém, onde foi autuado em flagrante por tráfico de entorpecentes e pela receptação da moto roubada. Um usuário de drogas foi ouvido pelos policiais civis e apontou Douglas como o responsável pelo comércio de drogas. O preso alegou ter comprado a moto há dois anos, por R$ 3 mil, e afirmou que não sabia que o veículo - que estava sem placa - era roubado. A prisão, explica o delegado, atende às diretrizes do delegado-geral da Polícia Civil, Alberto Teixeira, para combate ao tráfico de drogas em todo Estado. Nesta terça-feira (12), o preso passará por audiência de custódia na Justiça, em Belém. 

OUTRA PRISÃO 

Na última sexta-feira (8), a equipe da Denarc prendeu Rafael Coutinho Paniccia Monteiro em Belém, também por tráfico de drogas. A prisão ocorreu durante diligências iniciadas após a abordagem de uma mulher, identificada como Marcella Novaes. Avistada em atitude suspeita, ela foi abordada pelos policiais civis na rua, pois tinha um volume suspeito na cintura. Ao ser revistada, ela estava em posse de duas porções de maconha, do tipo skunk, uma droga modificada em laboratório com o princípio ativo da maconha, o THC, potencializado para causar maior efeito alucinógeno. 

A acusada confessou ser usuária e informou que adquiriu o produto minutos antes da abordagem. Ela alegou ter comprado a droga das mãos de Rafael no apartamento onde ele mora, situado na rua Arcipreste Manoel Teodoro, bairro Batista Campos, em Belém. A equipe policial da Denarc foi até o endereço do acusado, que foi localizado e flagrado com mais duas porções de maconha, do tipo skunk, três comprimidos de ecstasy (droga sintética), diversos adesivos de "LSD", outra droga sintética, e materiais como balança, destrinchador e outros artefatos usados na produção e venda do entorpecente. Rafael confessou o crime e foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Marcela foi autuada por posse para consumo pessoal e depois do procedimento foi liberada para responder ao processo na Justiça.

Polícia