Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Guarda patrimonial é morto com tiros da própria arma em Redenção

Crime teria sido motivado por ciúmes

O Liberal

Na madrugada do último domingo, 04, um pouco antes mesmo do sol nascer, o som de disparos de arma de fogo rasgaram o silêncio da noite em Redenção, no sudeste paraense. Manoel Mesquita, de 41 anos, que atuava como Guarda Patrimonial vinculado à prefeitura do município, foi morto por volta das 4h30, assassinado pelos tiros deflagrados por sua própria arma, que foi usada pelo executor para tirar sua vida.

Segundo informações de outros servidores públicos que trabalhavam com Manoel, que era mais conhecido pelo apelido de "Jerusalém" ou “Jeru”, o crime aconteceu na avenida Alceu Veronese, próximo ao Terminal Rodoviário durante a madrugada, quando a vítima estaria saindo de uma casa de shows.

As informações iniciais do crime, divulgadas pelo vice-prefeito do município, Karlos Wonnei, contam que o executor estaria com ciúmes do guarda patrimonial com sua companheira, e movido pelo sentimento doentio, tirou a vida do servidor. Manoel teria saído de uma festa e, ao fim do evento, levou uma amiga para casa, acompanhando a moça pelas ruas. Ao chegar na residência, o suposto autor do homicídio ficou revoltado, ainda que o casal estivesse separado. Os dois homens saíram para a rua, de carro, após Manoel oferecer uma carona ao homem e, nesse momento, ele atacou o guarda municipal, tomando a arma dele e atirando. Esse homem segue sendo procurado pela polícia.

Nas redes sociais, muitos lamentaram a morte de "Jeru", servidor público muito querido no município. Atualmente, ele trabalhava fazendo a segurança do Parque Ambiental Municipal. Em nota, a Prefeitura de Redenção lamentou a morte de Manoel. "É com pesar que informamos o falecimento do Servidor Público do Município de Redenção Sr. Manoel Mesquita da Silva. Respeitado por todos os colegas de trabalho, foi um grande profissional que dedicou mais de 22 anos de serviço público em Redenção e que agora descansa nos braços do Nosso Senhor Jesus Cristo. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável agradece sua contribuição com o desenvolvimento de nossa Cidade e institui luto oficial por três dias em sua homenagem", diz o comunicado.

O corpo de Manoel foi velado em um capela de Redenção na manhã desta segunda-feira, 04, e seguiu para o enterro no cemitério municipal.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA