Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

'Gatinha da nota fake' ganha liberdade e comemora: 'só aceite o julgamento de Deus'

Joene usava notas falsas de R$ 100 para comprar diversos produtos no Mercadão Municipal de Uruará, no sudoeste do Pará.

O Liberal

A influenciadora digital Joene Coutinho, de 25 anos, que foi presa na quinta-feira passada, 19, acusada de tentativa de estelionato, pagou fiança de R$ 3 mil e foi posta em liberdade no domingo, 22. Nas redes sociais, a influenciadora comemorou a soltura e postou frase sobre superação e julgamento. "Só aceite o julgamento de Deus, pois Ele te conhece por completo, ser humano fala o que acha", dizia uma das postagens.

Segundo a Polícia Civil, Joene usava notas falsas de R$ 100 para comprar diversos produtos no Mercadão Municipal de Uruará, no sudoeste do Pará.

Joene tem mais de 130 mil seguidores no Instagram. De acordo com a policia, em Uruará, as vítimas de Joene foram comparecendo à unidade policial para denunciar o golpe, uma a uma. Estima-se que ela conseguiu comprar mais de mil reais com notas falsas.

A PC investiga a origem do dinheiro falso.

O Código Penal prevê no artigo 289, que, colocar em circulação, adquirir ou guardar nota falsa é crime e pode ser punido com pena de três a 12 anos de prisão, além de multa. A pessoa que é pega com dinheiro falsificado pode ser condenada por atentar contra o Tesouro Nacional. Em geral, nestes casos, a pessoa suspeita deve ser conduzida à Polícia Federal, responsável por esse tipo de investigação.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA