Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Exclusivo: Advogado que matou a mãe tem apenas três meses de inscrição na OAB, sem histórico de mau comportamento

Leonardo Felipe Giuni Bahia tirou a carteira profissional da instituição em outubro do ano passado

Ana Laura Carvalho

O advogado Leonardo Felipe Giuni Bahia, que matou a própria mãe a facadas, na última terça-feira (18), no bairro da Batista Campos, em Belém, tinha apenas três meses de inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil, seção Pará. E, apesar do pouco tempo de inscrição na instituição, não possui nenhum histórico de mau comportamento, conforme informou à reportagem o presidente da OAB-PA, Eduardo Imbiriba.

“Eu acho que não teve nem tempo para isso, porque ele é um advogado que prestou o compromisso perante à instituição, ou seja, ele pegou a sua carteira de advogado agora em outubro. Ele tem exatos três meses de inscrição na OAB. Então, não tem absolutamente nada nos seus registros aqui em relação a qualquer tipo de infração ética ou disciplinar”, garantiu Imbiriba.

O caso

Leonardo Felipe Giugni Bahia foi preso em flagrante no início da manhã desta terça-feira (18), após esfaquear e matar a própria mãe, Arlene Giugni da Silva, dentro do apartamento onde a família morava, no bairro de Batista Campos, em Belém. O acusado foi apresentado na Divisão de Homicídios (DH) da Polícia Civil, em São Brás, após ter ligado para a polícia e se entregado. Entre as linhas de investigação, a principal hipótese é a de que o advogado tenha tido um surto psicótico.

O caso aconteceu durante a madrugada, no edifício Villa Dei Fiori, na rua dos Mundurucus, próximo à Praça Batista Campos. O advogado havia saído de casa e ido a um hospital após ter uma alergia. Depois de ser medicado, ele retornou para a residência. Por volta das 2h30, Leonardo começou a discutir com a mãe, a matando em seguida.​​

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA