Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Policiais militares acusados de assalto a carro-forte são expulsos da corporação no Pará

Crime foi em setembro de 2020 e decisão da corporação saiu nesta sexta-feira (22)

O Liberal

O coronel PM Ricardo André Bilóia da Silva, corregedor geral da Polícia Militar do Pará, decidiu pela expulsão dos quatro PM acusados de assaltar o carro-forte que transportava 15 Kg de ouro, em setembro de 2020. A decisão do coronel foi publicada nesta sexta-feira (22), no boletim oficial da instituição militar. Eles estavam lotados no 35º Batalhão de Polícia Militar (35º BPM), em Santarém. As informações são do Portal O Estado.net.

VEJA MAIS

Ex-sargento e coronel da PM são denunciados por falsidade ideológica e falsificação de documentos
Gildson dos Santos Soares já responde pelo assassinato de uma mulher em Santarém; Andrea Keyla Leal Rocha foi afastada do Comando de Policiamento Ambiental

Justiça mantém prisão de policiais do Pará que extorquiam traficantes do Comando Vermelho
Os 10 policiais militares suspeitos passaram por audiência de custódia nesta quinta (7) e a prisão foi confirmada

Todos os quatro foram expulsos da PM a bem da disciplina. O crime ocorreu na noite de 29 de setembro, na saída do porto do DER, no bairro Prainha, em Santarém, no oeste do Pará. O local é conhecido como DER por ter sediado em anos anteriores a sede do extinto Departamento de Estradas e Rodovias.

Os acusados estavam estavam lotados no 35º Batalhão de Polícia Militar (35º BPM), em Santarém. A decisão da expulsão foi publicada nesta setxa-feira (22). (Reprodução / Portal O Estadonet)

A decisão pela exclusão dos militares do quadro da PM foi tomada após um Processo Administrativo Disciplinar (PAD), instaurado pela Corregedoria da Polícia Militar. Os acusados são o 2º sargento Ivan da Silva Passos, e os cabos Francisco Márcio Pereira da Costa, Alessandro Rocha de Souza e Taliandresson Junio Pereira Alves.

Inquérito investiga foto em que coronel da PM estaria nu
Na imagem, o chefe do Estado-Maior Geral da Polícia Militar do Pará, coronel Marcelo Ronald Botelho de Souza, supostamente aparece de camisa vermelha, sem vestir nada por baixo

Ivan Passos, Francisco Costa, Alessandro Souza e Taliandresson foram denunciados pelo segurança de uma empresa, Francinaldo da Silva Passos. O empregado apontou os quatro como integrantes da quadrilha que articulou e executou o assalto ao carro forte, que transportava ouro. 

A PM constatou o envolvimento dos colegas militares no crime. Inicialmente foram presos o cabo Francisco Márcio e o sargento Ivan Passos, o cabo Thaliandreson Alves e o cabo Alessandro Souza, à época, estavam foragidos e, após, se apresentaram à Justiça.

Dos quatro, o cabo Francisco Márcio, o cabo Alessandro e o sargento Ivan cumprem prisão domiciliar. O cabo Thaliandreson responde em liberdade amparado por uma decisão liminar. 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA