Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Em Ananindeua, motorista de aplicativo é sequestrado, agredido e jogado no porta-malas

O homem estava bastante machucado e, por isso, foi levado ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE)

O Liberal

Três homens foram presos após a Polícia Militar descobrir que eles haviam feito um motorista de aplicativos de transporte como refém na noite da última sexta-feira, 15, sendo detidos no município de Ananindeua, na Grande Belém. Willian da Silva Barbosa, Gleidson Henrique da Conceição Viana e Jonatan da Silva Barbosa foram presos depois de agredir e manter o trabalhador no porta-malas do próprio carro, encontrado com várias lesões e levado ao hospital.

Segundo informou o 29º Batalhão de Polícia Militar (BPM), por volta de 21h, um homem acionou uma viatura na Seccional Urbana da Cidade Nova, informando que seu filho, motorista de aplicativo, estava sendo feito refém em um veículo modelo Renault Kwid, prata.

Os policias emitiram um comunicado a todas as viaturas sobre o caso, e com essas informações, foram feitas rondas na Estrada do Maguari (Avenida Cláudio Sanders), local onde foi avistado pelos policiais o veículo descrito.

Foi iniciado o acompanhamento, enquanto os PMs pediam apoio via rádio, culminando com a abordagem do veículo na avenida Independência. Lá, foram capturado os três suspeitos, e a vítima foi encontrada no porta-malas do veículo. O homem estava bastante machucado e, por isso, foi levado ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE) em Ananindeua, enquanto os criminosos e o veículo foram conduzidos até a Seccional Urbana da Cidade Nova, para os procedimentos legais.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA