Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Corpo de jovem é encontrado com mãos amarradas e marca de tiro em Abaetetuba

Rapaz era morador de Moju e era conhecido por ter envolvimento com várias atividades criminosas

Victor Furtado

Wesley Monteiro, de 18 anos, foi assassinado e possivelmente foi vítima de tortura. O corpo dele foi encontrado, com as mãos amarradas, em um ramal da zona rural de Abaetetuba, nordeste do Pará. A Polícia Civil está investigando o caso e o cadáver pode apenas ter sido descartado no local. As motivações do crime ainda não estão explicadas e há muitas linhas de investigação possíveis. O rapaz tinha envolvimento em muitas atividades criminosas e era conhecido de policiais que atuam na região.

O corpo de Wesley foi encontrado no ramal Urubuputaua, na manhã deste sábado (1º de maio). É uma área da comunidade Vila Santa Cruz, limite entre Moju e Abaetetuba. Moradores sentiram o cheiro e eventualmente encontraram o corpo do jovem, que é morador de Moju.

Havia marcas de muita violência antes da morte de Wesley. Como se fosse um aviso ou prova de que o rapaz era uma pessoa marcada para morrer e era "odiado" por qualquer que tenha sido a motivação injustificável para o assassinato. Havia um ferimento por disparo de arma de fogo no rosto dele. Provavelmente, o ferimento final, o que tirou a vida dele.

Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Em ambos os casos, não é necessário se identificar. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Abaetetuba.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA