logo jornal amazonia

Condenados por chacina no Ceará fogem de viatura a caminho do presídio

Os três condenados arrombaram a grade da cela do veículo. Os policiais de escolta só perceberam depois.

O Liberal
fonte

Três homens condenados a 207 anos de prisão fugiram da viatura que os conduzia até a unidade prisional, logo após o julgamento, em Fortaleza, no Ceará, na noite da sexta-feira (25). Mateus Fernandes de Sousa, o “Gato a Jato”; Izaias Maciel da Costa, o “Mucuim”; e Francisco Fábio Aragão da Silva, o  “Pão”, são considerados de alta periculosidade. Eles foram condenados pela Chacina de Quixeramobim, cidade do interior daquele estado, que vitimou quatro pessoas, em 2018.

Mateus foi condenado a 66 anos de prisão, enquanto Izaías e Francisco pegaram 70 anos e oito meses de reclusão cada um, no julgamento da 1ª Vara do Júri da Comarca de Fortaleza.

VEJA MAIS

image Acusado de participar da chacina de 2014 é absolvido em julgamento na manhã desta segunda, 17
José Augusto da Silva Costa, o Zé da Moto, foi absolvido da acusação de executar Nadson Roberto da Costa, morto no bairro do Jurunas, em novembro de 2014. Jurados acataram manifestação da defesa

image Mulher vai registrar boletim de ocorrência e acaba presa por ordenar chacina
O nome da suspeita foi verificado no sistema e os policiais descobriram que havia um mandado de prisão contra ela

A fuga ocorreu com o veículo em movimento. O trio arrombou a grade da cela da viatura e fugiu. Após notarem a fuga, foi iniciada a busca aos foragidos, inclusive, com o uso de drones e câmeras termais.

A Secretaria de Administração Penitenciária do Ceará divulgou nota informando que abriu uma investigação interna rigorosa para apurar a fuga do trio e também comunicou o caso para a Delegacia de Assuntos Internos.

Os três réus foram condenados por homicídios qualificados por motivo torpe - que foi a disputa de facções criminosas - e recurso que impossibilitou a defesa das vítimas, bem como por integrarem organização criminosa.

A presidente do Conselho Penitenciário do Ceará (Copen), Ruth Leite Vieira, disse ter recebido denúncias de policiais penais que não quiseram se identificar. Eles disseram que apenas três agentes estavam fazendo a escolta dos presos. "São presos de alta periculosidade, conduzidos por três policiais penais na madrugada, com grandes chances de fuga ou resgate. É uma escolta inadequada em razão das circunstâncias", apontou.

image Dupla suspeita de assalto é atropelada por ônibus durante a fuga no bairro do Marco, em Belém
Colisão aconteceu na noite de quarta-feira, 2. Os suspeitos já vinham em fuga, trocando tiros com a polícia, pela avenida Doutor Freitas, conta testemunha

image Dupla viola cadeado e foge de delegacia durante a madrugada em Alenquer
Um deles estava detido por furtos e quebra de medida protetiva, outro, por receptação

Crime

A chacina ocorreu em 28 de junho de 2018, no Assentamento Irmã Tereza, em Quixeramobim. Um grupo de homens encapuzados chegou em carros e motos ao local e passou a atirar contra as pessoas que estavam em uma casa.

Três mulheres, incluindo uma adolescente, e um homem morreram: Antônia Damila Alves Pereira, de 25 anos, que respondia por tráfico de drogas, Francisco Neto Lopes de Sousa, de 22, com passagem por homicídio doloso, enquanto as outras duas vítimas, Antônia Heyla Ferreira Galdino, de 20, e Débora Mayra do Nascimento de Souza, de 16, naõ possuíam antecedentes criminais. 

Além deles, outro homem foi baleado, mas sobreviveu.

Palavras-chave

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA