logo jornal amazonia

Caso Yasmin: mãe espera mais de 100 pessoas na missa de um ano da morte da filha

A celebração acontece às 19h30 do dia 12 de dezembro na Paróquia da Santíssima Trindade, localizada no bairro de Campina, em Belém

O Liberal
fonte

Eliene Cristina Fontes, mãe de Yasmin Fontes Cavaleiro de Macêdo, espera que mais de 100 pessoas devam participar na missa de um ano da morte da jovem. A celebração será realizada no dia 12 do próximo mês, na Paróquia da Santíssima Trindade, localizada no bairro de Campina, em Belém. Em dezembro do ano passado, a influenciadora desapareceu por volta de 22h30 durante um passeio de barcos pelas águas do rio Maguari, em Belém, onde estavam outras 15 pessoas. O corpo da jovem foi encontrado no dia seguinte às 12h40. 

VEJA MAIS

image Caso Yasmin: advogados do dono da lancha renunciam defesa e habeas corpus continua em trâmite
O advogado criminalista Antônio Tourão largou o caso na terça-feira (8) por imperativo ético

image Caso Yasmin: defesa de Lucas Magalhães, dono da lancha, diz que prisão foi ilegal
Segundo o comunicado divulgado nesta sexta-feira (4), o enclausuramento não atende às normas do Supremo Tribunal Federal

image Caso Yasmin: 'preciso que esse homem apodreça na cadeia', diz mãe da vítima sobre o dono da lancha
A mãe da vítima disse que só obteve justiça após quase um ano da morte da filha

No próximo sábado (12) completará 11 meses desde que o caso ocorreu. Eliene conversou com a reportagem nesta sexta-feira (11) para falar um pouco mais da lembras que tinha da filha. Ela disse que lembrará de todas a histórias que tiveram juntas, além de mais qualidades que Yasmin tinha. “O sorriso e a cumplicidade dela”, destacou a mãe. 

'Preciso que esse homem apodreça na cadeia', disse Eleine sobre prisão do dono da lancha

O dono da lancha em que estava Yasmin, identificado como Lucas Magalhães, foi preso preventivamente pela Polícia Civil (PC) na última quinta-feira (3) em Ananindeua. O titular da Divisão de Homicídios (DH), Cláudio, Galeno, contou que Lucas foi detido pelos crimes de homicídio por dolo eventual, fraude processual, porte ilegal de arma de fogo e disparo de arma de fogo.

Lucas foi encaminhado à DH e chegou algemado às 18h44 na unidade policial. Assim que o dono da lancha saiu da viatura. familiares da influenciadora começaram a chamá-lo de “assassino” e “desgraçado”. 

Eliene disse que a morte de Yasmin não tinha sido uma “fatalidade” e chamou Lucas de “assassino”. 
A mãe da vítima ainda comentou que, somente após quase um ano depois que Yasmin morreu, obteve justiça. Ela ainda levantou a questão dos depoimentos dos 15 passageiros que estavam na embarcação no momento do acidente. Eliene espera que as outras pessoas que estavam na embarcação sejam punidas.

“Desde o início, eu sempre soube que não foi um acidente. Ele (Lucas) é um mentiroso, um ‘marginal’, um assassino. Nunca prestou ajuda, solidariedade ou como nós estávamos. Eu espero que ele (Lucas) continue pagando por todos os crimes que ele cometeu e os outros (passageiros) também sejam culpabilizados pelo o que fizeram. Eu não estava aqui nem quando ele chegou ou quando os advogados chegaram. Infelizmente ou felizmente, porque não sei como seria a minha reação. Quase 11 meses. Eu tinha acabado de sair da igreja, marcar a missa de um ano da minha filha, quando eu podia estar marcando o vestido que ela ia usar na formatura. Não tem sensação melhor, só se eu tivesse minha filha de volta. Eu preciso que esse homem apodreça na cadeia”, afirmou. 

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA