Cachorra é ferida com 12 facadas ao proteger casa da ação de assaltante em Santarém

Lili segue internada em estado grave e teve uma fratura em uma costela. Dono pede doações

Caio Oliveira

O ato heroico de uma cadela, que manteve segura a casa de seus donos ao atacar um invasor, fez com que o animal fosse ferido por doze facadas, em Santarém, na madrugada desta quinta-feira (03). Lili, uma cachorrinha vira-lata, começou a latir quando um homem tentou pulou a cerca e invadir a casa de um dono de restaurante que fica na Praia do Maracanã, às margens do Rio Tapajós. Lili afugentou o bandido, mas ficou gravemente ferida, com várias perfurações pelo corpo e uma costela fraturada.

Segundo o tutor da cachorra, Ramon Santos, era por volta de meia-noite quando um homem veio pela praia e teria tentado invadir sua casa, onde ele mora com sua esposa, Lili e mais três cães. "Ela deu alarme, começou a latir. Acho que ele, na raiva, atacou ela. Ela ainda correu atrás dele pela areia, mas como tava muito ferida, ela caiu, ensaguentada", conta o homem.

Ele levou Lili imediatamente ao hospital veterinário 24 horas, onde ela foi atendida. A cachorra segue internada em estado grave, mas estável, e deve ficar na clínica por mais cinco dias.  Agora, o dono pede doações para pagar tratamento da cachorra heroína, pois os gastos estão em cerca de 1600 reais. 

"Eu e minha esposa temos ela há dez anos, desde filhote, e eu agradeço muito pelo que ela fez. Ela deu a vida pela gente, e eu quero retribuir o que ela fez por nós. Se ele tivesse entrado em casa, armado com aquela faca, nem sei o que aconteceria", exalta o tutor de Lili, orgulhoso da ação de sua amiga canina. Quem puder ajudar com os custos do tratamento da cachorra, pode entrar em contato com o dono pelo telefone 93 99111-0373 ou ir até a Clinica Veterinária Amavie, localizada na avenida Mendonça Furtado, 1051, entre a Travessa Dom Amando e avenida Turiano Meira, em Santarém.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA