Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Bebedeira termina em morte a facadas e pauladas em Capanema

Nivaldo Batista, homem natural de Bacuri, no Maranhão, estava morto no quintal de casa. Suspeito foi preso em Peixe-Boi

O Liberal

O corpo de Nivaldo Antônio Batista, de 51 anos, foi achado logo no começo da manhã desta quarta-feira, em Capanema, no nordeste paraense, encontrado sem vida no quintal de sua residência. O homem foi morto com facadas e pauladas, e, segundo as autoridades apuraram, ele foi atacado por um amigo de bebida após um desentendimento. 

Segundo informou o 11º Batalhão de Polícia Militar (BPM), por volta das 07h, uma guarnição foi acionada pela central para verificar um possível homicídio na rua Leandro Pinheiro, Bairro Garrafão. Ao chegar ao local, foi constatado que a denúncia era verdadeira, e Nivaldo Batista, homem natural de Bacuri, no Maranhão, estava morto. Vizinhos informaram que Nivaldo morava só e, na noite do feriado do dia dos mortos (02), estava consumindo bebida alcoólica com uma pessoa em sua residência. Esse homem, então, passou a ser suspeito do crime.

Quando a PM chegou ao endereço, observou que próximo ao cadáver havia um pedaço de madeira e uma arma branca - do tipo faca - que, possivelmente foram usados no crime, pois o corpo apresentava sinais de espancamento e perfurações. Todos os fatos foram repassados à Polícia Civil para os procedimentos cabíveis.

Pouco tempo depois, a PM recebeu a informação que o suspeito do crime havia fugido para o município de Peixe-Boi, a cerca de 20 km de onde o crime foi cometido. Na cidade vizinha, os policiais prenderam Heraldo Sampaio Gomes da Silva, o "Vaqueiro". Ele foi conduzido a delegacia de Polícia Civil em Capanema, onde segue preso.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA