Agiota colombiano é morto com três tiros na estrada do Aurá, em Ananindeua

O crime aconteceu bem próximo à barreira do Detran.

Redação Integrada

Segundo a Polícia Civil, o assassinato de Eder Harol Gutierrez Martinez, de 29 anos de idade, aconteceu às 11h45, deste sábado (07), na BR 316 na entrada da estrada do Aurá, em Ananindeua. Ele aguardava sobre uma motocicleta para atravessar a BR, quando um carro, de cor marrom, se aproximou e de dentro do veículo um homem desceu, encapuzado, e disparou contra a vítima que morreu na hora. Foram dois tiros na cabeça e um na região do pescoço.

A Polícia informou ainda que a moto seria da empresa em que Eder Harol trabalhava, contudo, também foi informado que ele atuava como agiota, ou seja, emprestava dinheiro a juros, atividade que pode ter gerado a motivação para o crime de homicídio.

Uma testemunha ocular do assassinato, que pediu para não ser identificada, contou à reportagem da redação integrada de O Liberal que a vítima havia saído da estrada do Aurá e logo que chegou na esquina em sua moto para atravessar a BR 316, foi executada. O crime aconteceu bem próximo à barreira do Detran, em Ananindeua, e com a chegada das equipes de polícias Civil e Militar e o isolamento da área, o trânsito ficou bastante congestionado no local. O tráfego lento com pontos de retenção levou mais de duas horas para se normalizar.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA