logo jornal amazonia

Acusado de cometer três estupros é preso pela polícia em estabelecimento comercial de Parauapebas

A Polícia Civil (PC) informou que Thiago Silva de Jesus permanece à disposição da Justiça

O Liberal

A Polícia Civil (PC) cumpriu o mandado de prisão preventiva contra Thiago Silva de Jesus na última segunda-feira (7) em Parauapebas, região sudeste do Pará. Ele é acusado de cometer três crimes de estupro na área do complexo VS 10, um loteamento que fica distante cerca de 15 quilômetros do centro do município. As autoridades não divulgaram informações sobre os crimes realizados pelo suspeito.

VEJA MAIS 

Homem de 29 anos é preso suspeito de agredir companheira e próprio filho em Parauapebas
A mulher disse aos policiais que o suspeito ainda teriam colocado uma arma de fogo contra a cabeça dela e ameaçado matá-la

Ananindeua: Sintepp denuncia suposto caso de tentativa de estupro contra professora
Vítima teria sofrido espancamento e foi resgata por um professor

Acusado de estupro de vulnerável é preso em navio que passava por Belém
Foragido tinha mandado de prisão expedido pela Justiça de Sergipe e foi preso em uma embarcação que passava pelo Pará

Thiago foi localizado dentro de um estabelecimento comercial de Parauapebas. Ele foi levado até à Delegacia de Polícia Civil de Parauapebas, onde prestou depoimento

Comunicado da Polícia Civil

A redação integrada de O Liberal havia solicitado mais detalhes sobre o caso à PC. Em nota, a polícia confirmou a prisão de Thiago e também informou que ele está à disposição do Poder Judiciário. “A Polícia Civil informa que deu cumprimento, na última segunda-feira (7), a um mandado de prisão preventiva contra um homem suspeito de cometer três crimes de estupro, no município de Parauapebas. Ele foi encaminhado à unidade policial e, após os procedimentos cabíveis, ficará à disposição do Poder Judiciário”, diz o comunicado.

 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA