CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Cachorro e gato podem ter diabetes? Saiba como a doença se manifesta nos pets

O diabetes em animais é muito semelhante a doença nos humanos, ou seja, por inúmeros motivos, o organismo do pet deixa de produzir insulina ou a produz em quantidade insuficiente para suas necessidades

Fabiana Batista

No último dia 14 foi celebrado o Dia Mundial do Diabetes, uma campanha de conscientização global com foco no diabetes mellitus e sobre como melhorar sua prevenção, diagnóstico e cuidados, além de informar sobre o reflexo do diabetes na saúde e mortalidade da população. Mas o que muita gente não sabe é que muitos animais, em especial cães e gatos, também são acometidos com esta doença.

VEJA MAIS

Dependência emocional em animais: você sabe o que é?
Animais podem se tornar dependentes emocionalmente de seus tutores e isso é extremamente prejudicial para eles

Existe cachorro e gato gay? Especialistas divergem sobre o assunto polêmico entre tutores de pets
Pesquisa aponta que desde 1999 a tese da homossexualidade no reino animal é estudada e que foi identificada em mais de 1.500 espécies; confira

Confira o que animais de estimação podem ou não comer
As veterinárias, Carolina Martins e Kelly Souza, de Belém, listam alimentos adequados para cães, gatos e algumas aves

O diabetes em animais é muito semelhante a doença nos humanos, ou seja, por inúmeros motivos, o organismo do pet deixa de produzir insulina ou a produz em quantidade insuficiente para suas necessidades. Sem a insulina, a glicose não entra nas células, deixando o animal sem energia e com excesso de açúcar no sangue. Como resultado, ele se torna propenso a uma série de complicações, entre elas a cegueira e a insuficiência renal.

Especialistas em saúde animal dizem que os maus hábitos adquiridos na modernidade (principalmente em relação a questão alimentar) estão entre as principais causas do crescimento da doença, que pode ser fatal. Nos cães, a doença se manifesta principalmente em animais de meia idade, idosos e nas fêmeas. Já nos gatos, a maior incidência ocorre em animais castrados.    

Especialistas em saúde animal dizem que os maus hábitos adquiridos na modernidade (principalmente em relação a questão alimentar) estão entre as principais causas do crescimento da doença (Divulgação)

 

Quais as principais causas da diabetes em animais?

 

A médica veterinária Marcella Bernal diz que entre as principais causas da diabetes em animais estão

  • obesidade;
  • pancreatite (inflamação do pâncreas);
  • administração inadequada de medicamento;
  • enfermidades relacionadas ao metabolismo dos animais (hiperlipidemia, acúmulo de gordura no sangue);
  • questões hormonais. 

Bernal explica que é fundamental que os donos de pets observem qualquer sinal diferente apresentado pelos animais e que podem ‘dar pistas’ sobre a doença na fase inicial.

Quais os sintomas mais comuns da diabetes em cachorros e gatos

  • sede excessiva;
  • aumento de apetite;
  • cansaço e sedentarismo;
  • maior frequência na vontade de urinar.

“É muito importante que os tutores estejam atentos a estes sinais. Se o seu animal não apresentava este comportamento e passou a adquiri-lo, acenda o alerta, pois algo pode estar errado”, diz a veterinária.

Colocar o animal para se exercitar ajuda a prevenir contra a diabetes (Divulgação)

Para o diagnóstico correto é necessária uma consulta com um veterinário e a realização de exames (sangue, urina e glicemia) que comprovem ou descartem a patologia. Uma vez diagnosticado é preciso cuidar deste animal para que a doença esteja controlada e ele tenha qualidade de vida.

“O controle ideal deve combinar a aplicação de insulina, exercícios regulares e alimentação balanceada. Esta alimentação implica muitas vezes na troca da ração, com a substituição por uma apropriada, que auxilie o controle da doença e promova os nutrientes certos e na quantidade adequada”, frisa a veterinária. 

 

Mudanças no cotidiano do animal ajudam muito a preservar a sua saúde. “Praticar exercícios através das brincadeiras é fundamental. Colocar o animal para correr, pegar bolinhas, subir escadas, passear pelas ruas, tudo contribui para que ele melhore a sua saúde”.

Brincar, correr, pegar bolinhas. Os exercícios ajudam na prevenção e controle da doença (Divulgação/ Canva)

No caso das fêmeas, a castração é indicada, porque a progesterona interfere na ação da insulina.

Quais as raças mais propensas a desenvolver diabetes?
 

Levando em consideração a herança genética dos animais, estudos apontam que algumas raças possuem maior propensão a desenvolver diabetes, como: Labrador, Golden Retriever, Dachshund, Spitz, Poodle e Schnauzer. Porém, vale ressaltar que isto não significa que essas raças irão obrigatoriamente desenvolver a doença.

Pet Liberal
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS DE PET LIBERAL