Poliomielite: cobertura vacinal contra a doença está em 70% no Pará

O balanço foi divulgado pelo órgão nesta terça-feira (8); atualmente, uma importante campanha de vacinação está em curso no Brasil contra poliomielite

Gabriel Pires
fonte

A cobertura vacinal de poliomielite no Pará está em 70.43%, conforme dados da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). O balanço foi divulgado pelo órgão nesta terça-feira (8). Atualmente, uma importante campanha de vacinação está em curso no Brasil contra a poliomielite. No Estado, a iniciativa visa ampliar a cobertura vacinal contra a doença. O Ministério da Saúde instituiu como meta que 95% das crianças estejam imunizadas para afastar o risco do retorno da doença, considerada erradicada no país há mais de 30 anos. 

Durante a campanha de vacinação contra a poliomielite, os municípios paraenses que mais vacinaram contra poliomielite foram: Canaã dos Carajás (119.05%), São Geraldo do Araguaia (117.67%) e Soure (113.65%), atingindo a cobertura em todas as faixas etárias. A porcentagem acima dos 100% é devido a diversos fatores, mas principalmente pela aplicação de vacina em moradores de cidades vizinhas. As estratégias e aplicação das vacinas são responsabilidade dos municípios.

VEJA MAIS 

image Belém disponibiliza vacina contra a covid-19 na Estação das Docas
Ponto estratégico também oferece imunizantes contra HPV, tríplice viral, influenza e poliomelite

image Ministério da Saúde lança iniciativas para saúde mental pelo SUS
O projeto-piloto começará pelo Distrito Federal, por um sistema de atendimento multicanal

image Arquitetura e saúde: saiba como a decoração pode ajudar na saúde física e mental
A biofilia utiliza plantas naturais para criar ambientes aconchegantes

A ação de imunização é uma iniciativa da Sespa, que segue reforçando a importância da vacinação na prevenção de doenças. Atualmente, o Programa Nacional de Imunização (PNI) do Sistema Único de Saúde (SUS) conta com 18 vacinas contra 26 enfermidades diferentes para serem aplicadas em todas as faixas etárias, sejam crianças, adultos, idosos e gestantes.

O Governo do Estado, por meio da Sespa, é responsável pela distribuição das vacinas para todos os municípios do estado do Pará, assim como auxilia o poder municipal na definição de estratégias para ampliar todas as coberturas vacinais. As vacinas estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde dos municípios, durante o ano todo.

Tríplice Viral

Segundo a Sespa, esses números são significativos e também são observados no caso da vacina tríplice viral. O imunizante protege contra sarampo, caxumba e rubéola, e, no estado do Pará, está com a cobertura vacinal em 32,93% da primeira dose e 13,83% da segunda dose, conforme detalhou a Sespa.

Covid-19

O controle da pandemia da covid-19 após o avanço das aplicações de vacina mostrou a importância dos imunizantes na saúde de todos. Segundo a Sespa, a cobertura vacinal da primeira dose contra covid-19 está em 91,98%. Para segunda dose a cobertura já atingiu 88,87%,. E para a terceira dose está com 33,38%. Com relação à quarta dose, com 4,23%.

O secretário de Saúde do Pará, Rômulo Rodovalho falou sobre o trabalho feito pelo Estado para ampliar os números de cobertura vacinal: “Nós equipamos as cidades com todas as condições necessárias para executar a vacinação e ampliar a cobertura, porém, a ação em si é do poder municipal. O Estado fomenta, fiscaliza, atualiza dados de aplicação de vacinas, realiza capacitações constantes, dá todo o apoio e incentivo para que as estratégias de vacinação sejam eficientes em cada um dos 144 municípios do Pará”, declarou.

Proteção de crianças e adolescentes

Ainda segundo um alerta da Sespa, as vacinas previstas no calendário de crianças protegem contra formas graves de tuberculose, rotavírus, difteria, tétano, coqueluche, diferentes tipos de doenças causadas por pneumococo, meningite, febre amarela, sarampo, febre amarela, caxumba, rubéola, hepatite A e B, varicela e HPV.

No caso de adolescentes, o programa de imunizantes conta com vacinas contra hepatite B, HPV, meningite, difteria, tétano, coqueluche, febre amarela, a tríplice viral, além da vacina contra HPV, que previne doenças como câncer de pênis, ânus, colo do útero e de garganta.

Para adultos de 20 a 59 anos são destinadas doses de vacina contra hepatite B, febre amarela, vacina tríplice viral, difteria e tétano. Para idosos, são previstas vacinas contra hepatite B e dupla adulto. E para as gestantes estão previstas as vacinas contra hepatite B e dupla adulto e tríplice acelular.

(Gabriel Pires, estagiário, sob a supervisão do coordenador do Núcleo de Atualidades, João Thiago Dias)

Palavras-chave

Pará
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ