Pará fica na 23ª posição do ranking nacional de isolamento social

Segundo dados da Segup, 38, 73% das pessoas ficaram em casa na segunda-feira (13)

Redação Integrada

O Pará ficou na 23ª posição no ranking nacional de isolamento na última segunda-feira (13) com a taxa de 38,73% de pessoas em casa. No domingo (12), o Estado esteve na 25ª posição, com taxa de 45,65% de pessoas em casa.

Nos curta no Facebook para acessar as principais notícias do dia, lives e promoções. Clique aqui.

Belém registrou na segunda-feira taxa de 39,8% de pessoas em casa cumprindo o isolamento social; Ananindeua teve 45,3%. De acordo com os dados divulgados nesta terça-feira (14) pela Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Belém esteve nesta segunda-feira (13), em 21º lugar entre as capitais, registrando taxa de 39,8% . 

Os três melhores índices de isolamento foram nos municípios de Limoeiro do Ajuru (55,2%), São João da Ponta (53,8%) e Anajás (52,8%). As cidades com maior registro de desobediência à recomendação de ficar em casa foram Sapucaia (20%), Trairão (26,9%) e Juruti (30%).

REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM

Na capital paraense e em Ananindeua foram registrados, respectivamente, os índices de 39,8% e 45,3%. Em Belém, incluindo os distritos, os bairros com as maiores taxas de pessoas em casa foram: Val-de-Cans (60,0%), Carananduba (60,0%) e Praia Grande (55,8%). Já as piores taxas ficaram Curió (4,8%), Brasília (19,9%) e Maracacuera (26,2%).

Em Ananindeua, os melhores índices foram registrados nos bairros da Providência (47,2%), Centro (64,3%) e Atalaia (64,3%); as piores taxas foram observadas em Curuçambá (20,0%), Heliolândia (29,3%) e Icuí (33,5%).

 

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM PARÁ