Eleitor denuncia votação do Conselho Tutelar em Ananindeua

Segundo o servidor Ederson Carlos, houve atraso, falta de acessibilidade e outros problemas em uma zona de votação

Redação Integrada

Desencontros, dificuldades de acesso e atrasos motivaram reclamações de eleitores que procuraram zonas de votação em Ananindeua, na manhã deste domingo (6), para as eleições unificadas que escolhem conselheiros tutelares em todo o país. A ida às urnas é para escolher representantes que exercerão o cargo pelos próximos quatro anos e iniciou às 8h. 

Em uma escola na Arterial 5, no Paar, em Ananindeua, o início das votações atrasou mais de uma hora, segundo o servidor público Ederson Carlos. Algumas seções ainda não estavam abertas por volta de 9h30. "Mudaram nossa zona e seção de votação na sexta-feira (4), sem avisar ninguém, e aqui na nova zona da escola há senhoras esperando há horas, sem que a votação tenha começado ainda", reclamava o Ederson. A seção onde o servidor deveria votar anteriormente estava prevista para funcionar na Escola Luci Corrêa de Araújo, na Cidade Nova 6.

Outro problema relatado por Ederson é a falta de acessibilidade a pessoas com deficiência. De acordo com ele, há também seções no andar de cima, onde cadeirantes não conseguem subir para votar, porque não há elevador. O servidor público enviou um vídeo à reportagem registrando o momento em que eleitores carregavam uma pessoa com deficiência física pelas escadas do local. Confira:

 

O Conselho Tutelar é um órgão municipal, estabelecido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) - instituído pela Lei 8.069, do dia 13 de julho de 1990. Os conselheiros eleitos têm vínculos com municípios, por quatro anos. A missão dos conselheiros tutelares é identificar e atuar contra casos de violações e desrespeitos, além de encaminhar vítimas a atendimentos adequados.

Para fazer parte do Conselho Tutelar, é necessário ser brasileiro nato ou naturalizado, residir no município ao qual se pretende atuar e ter documentação comprobatória que desenvolveu atividade junto à infância nos últimos dois anos, fornecida por instituição pública ou privada.

A redação integrada de O Liberal procurou a Prefeitura de Ananindeua e traz mais informações em breve.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!