Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

É Pará Isso: A breve passagem de Clarice Lispector pela capital paraense

Foi no famoso Central Hotel que Clarice Lispector residiu durante os seis meses em que viveu em Belém por um semestre

Alan Bordallo / Especial para O Liberal

Uma das maiores escritoras brasileiras teve uma breve passagem de sua vida como moradora de Belém. Por seis meses, a então autora iniciante Clarice Lispector viveu na capital paraense, de onde recebeu as críticas ao seu primeiro romance, além de viver episódios diplomáticos únicos. Aficionada por literatura nacional, Izabela Nascimento (@izabelarn) nos contou um pouco desta história em seu mais recente conteúdo para o É Pará Isso.

Para uma escritora icônica, uma moradia do mesmo porte. Foi no famoso Central Hotel que Clarice Lispector residiu durante os seis meses em que viveu em Belém. É verdade que àquela altura, Clarice ainda era praticamente desconhecida – sequer usava o nome artístico Lispector: assinava como “Clarice Gurgel Valente”, sobrenome de seu então marido, Maury Gurgel Valente. Foi por causa dele, aliás, que veio parar em Belém, já que o diplomata havia sido transferido para a capital paraense no ano de 1944.

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR TODOS OS CONTEÚDOS DA SÉRIE "É PARÁ ISSO"

Foi com o nome de casada que Clarice se correspondeu com o escritor Mário de Andrade, de quem “cobrou” o envio de críticas sobre seu primeiro livro, o romance “Perto do Coração Selvagem”, publicado em 1943. “Peço-lhe que interprete minha carta como quiser, mas não veja nela falsa humildade. Desejo muito sinceramente que sua saúde esteja boa. Clarice Lispector. Meu endereço agora é Belém, onde estou por tempos: Clarice Gurgel Valente. Central Hotel – Belém do Pará”, lia-se em trecho de carta para o escritor modernista.

Em Belém, a escritora frequentava círculos onde estavam presentes intelectuais – como Benedito Nunes e Francisco Paulo Mendes – e autoridades, como a visita da então primeira dama dos Estados Unidos, Eleanor Roosevelt. Na ocasião, Clarice fez a cobertura jornalística do evento para a publicação “A Noite”. Mas um local ficou marcado em sua passagem por Belém: a Praça da República, onde ela posou para a foto que se tornou mais célebre de sua passagem pela Mangueirosa.

A passagem de Clarice Lispector por Belém está retratada no mais recente vídeo de Izabela Nascimento (@izabelarn) para o É Pará Isso. Izabela é uma das seis selecionadas do projeto "É Pará Isso", desenvolvido pelo Grupo O Liberal e Meta (Facebook/Instagram) e com apoio do Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ), Associação Nacional de Jornais (ANJ) e Associação Nacional dos Editores de Revistas (Aner).

Durante os meses de junho e julho, seis produtores de conteúdo vão mostrar em vídeos o potencial cultural, turístico e histórias de diferentes regiões do Estado. As produções são divulgadas nas redes sociais de O Liberal (@oliberal) e estão disponíveis em OLiberal.com/e-para-isso.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ