Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Quatro homens são acusados após morte de 53 migrantes em caminhão nos EUA

Onze pessoas ainda seguem hospitalizadas. As 53 pessoas estavam mortas dentro de um caminhão na cidade de San Antonio, no Texas

Luciana Carvalho

Após a morte de 53 pessoas dentro de um caminhão na cidade de San Antonio, no Texas, nos Estados Unidos, na última segunda-feira (28), quatro homens foram presos e acusados de diferentes crimes. Nesta quarta-feira (30), o suspeito apontado como o motorista do veículo e outro que teria atuado no transporte ilegal do grupo foram formalmente acusados de crimes relacionados ao tráfico de pessoas. As informações são do portal O Globo.

VEJA MAIS

Mais de 40 corpos sem vida são encontrados dentro de caminhão nos EUA
Os corpos das vítimas estavam empilhados no interior do veículo. O Departamento de Segurança Internada dos EUA assumiu a investigação do caso

Tudo sobre a morte de 46 pessoas dentro de um caminhão nos EUA; vídeo
A hipótese inicial é que as vítimas sejam imigrantes que buscavam entrar no país de forma ilegal

Identificado pelas autoridades como o motorista do caminhão, Homero Zamorano Jr, 45 anos, natural do Texas, foi preso perto do local da tragédia depois de tentar se passar por uma das vítimas. Ele foi acusado de "contrabando de pessoas resultando em morte", segundo o Departamento de Justiça.

O segundo suspeito formalmente acusado nesta quarta é Christian Martinez, de 28 anos. Ele vai responder por "conspiração para transportar estrangeiros ilegais". A nacionalidade dele não foi revelada. Se condenados, Zamorano e Martinez podem ser punidos com prisão perpétua ou até pena de morte.

 Na terça-feira (29) os mexicanos Juan Francisco D'Luna-Bilbao e Juan Claudio D'Luna-Mendez foram acusados em um tribunal federal de serem imigrantes ilegais na posse de armas de fogo. Eles foram detidos em uma residência de San Antonio cujo endereço constava no registro do caminhão. Eles devem permanecer sob custódia até uma audiência preliminar marcada para sexta-feira.

Mexicanos são maioria entre mortos

O número de vítimas aumentou de 51 para 53 após novo balanço divulgado pelas autoridades americanas nesta quarta-feira (30). Outras 11 pessoas seguem hospitalizadas, mas não foram divulgados detalhes sobre o estado de saúde delas.

VEJA MAIS

Vulneráveis, refugiados ucranianos correm risco de cair em redes de tráfico humano, alerta polícia
Milhões de pessoas já deixaram a Ucrânia para fugir da guerra contra a Rússia

El Salvador desmonta quadrilha dedicada ao tráfico de pessoas para os EUA
A quadrilha operava há mais de uma década e era integrada por 35 pessoas, todas acusadas de "tráfico ilegal de pessoas e grupos ilícitos", segundo as autoridades

[[(standard.Article) Convites para trabalho e facilidades são portas para exploração sexual e tráfico de pessoas]]

Segundo o governo mexicano, até o momento, foram identificados 27 mexicanos, 14 hondurenhos, sete guatemaltecos e dois salvadorenhos. A nacionalidade de alguns integrantes do grupo ainda é incerta.

O caminhão abandonado numa estrada foi encontrado com uma porta parcialmente aberta pelos policiais e um dos corpos estava fora do veículo. Charles Hood, chefe dos bombeiros de San Antonio, disse que muitos sobreviventes estavam fracos demais para sair do local por conta própria.

Segundo informação confirmada por agentes de segurança ao jornal Texas Tribune, algumas vítimas tinham tempero de carne espalhado pelo corpo, numa tentativa de disfarçar o próprio cheiro. Conforme as autoridades, a suspeita é de que os traficantes responsáveis pelo transporte do grupo haviam imaginado que, como a unidade não tinha refrigeração e o Sul dos EUA registrava forte calor, eles poderiam exalar um odor que seria facilmente detectável em alguma patrulha na fronteira.

(Luciana Carvalho, estagiária da Redação sob supervisão de Keila Ferreira, Coordenadora do Núcleo de Política).

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO