CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Papa Francisco pede desculpas por frases consideradas homofóbicas, anuncia Vaticano

Pontífice recorreu a um termo considerado vulgar e depreciativo aos homossexuais, durante uma reunião a portas fechadas com 250 bispos italianos

Agence France-Presse (AFP)
fonte

O papa Francisco pediu desculpas nesta terça-feira (28.05) por ter recorrido a uma expressão do dialeto romano, "frociaggine", um termo considerado vulgar e depreciativo aos homossexuais, segundo um comunicado divulgado pelo Vaticano

"O papa nunca teve a intenção de ofender ou de se expressar em termos homofóbicos e pede desculpas àqueles que se sentiram ofendidos pelo uso de uma palavra", afirmou o comunicado.

Francisco, de 87 anos, teria usado esse termo durante uma reunião a portas fechadas com 250 bispos italianos na semana passada, ao expressar a sua oposição à entrada de homens abertamente homossexuais no seminário, apesar de terem feito o voto de celibato.

image Papa Francisco pede que pais não condenem filhos gays: ‘lidem com isso e acompanhem’
As declarações foram feitas quando o líder falava sobre as dificuldades da paternidade.

image Papa Francisco compara políticos que são contra os gays a Hitler

Segundo dois jornais italianos, o pontífice disse que havia muita "frociaggine" nos seminários, um termo ofensivo. 

Esta informação ganhou as manchetes em todo o mundo e causou indignação entre os grupos de defesa LGBTQIAP+ e também entre os católicos praticantes. 

Alguns observadores apontaram que talvez o papa argentino não soubesse o que estava dizendo.

A declaração do Vaticano não confirma que Francisco tenha usado essa palavra, mas alude a reportagens da imprensa.

image Papa encontra padre dos EUA atacado por conservadores por ministrar para gays
Francisco pareceu estar defendendo James Martin dos ataques de modo enfático

image Papa Francisco diz que 'ser homossexual não é crime, 'mas é pecado'
A homossexualidade é criminalizada em 67 países ou jurisdições no mundo e em alguns lugares, a prática pode resultar em pena de morte

"Como já afirmou em mais de uma ocasião: 'Na Igreja há lugar para todos, para todos! Ninguém é inútil, ninguém é supérfluo, há lugar para todos. Sejam como forem, todos", afirma a declaração.

No entanto, Francis DeBernardo, líder do grupo americano News Ways Ministry, exigiu um pedido de desculpas. 

"O papa Francisco nem sempre foi claro nas suas declarações sobre as pessoas LGBTQ+", disse à AFP. "Esperamos que este incidente o encoraje a aprender mais sobre a linguagem que usa e como o uso indevido pode ser perigosamente prejudicial". 

image Comentários do Papa sobre união civil gay ‘foram tirados do contexto’
Frase em que Francisco dizia ‘é uma incongruência falar de casamento homossexual’ foi cortada

image Vaticano permite bênçãos a casais do mesmo sexo em decisão histórica autorizada pelo papa
Medida vai de encontro à doutrina da Igreja Católica que tradicionalmente condena a união homossexual

Nesta terça-feira, no centro de Roma, alguns turistas manifestaram o seu descontentamento com as palavras usadas pelo papa argentino. 

"A religião tem a ver com unidade... com unir as pessoas", disse Caterina Constantinava, uma turista de Londres.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO