Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Nuvem de poeira do Saara pode causar ‘chuva de barro’ em cidades da Europa; entenda

O fenômeno já atingiu algumas cidades da região, que amanheceram cobertas de uma poeira fina e avermelhada

que

Uma nuvem de poeira vinda do Deserto do Saara se espalhou sobre Espanha, França e Portugal. Nesta terça-feira (15/03), casas, varandas, os trilhos do metrô e carros amanheceram cobertos por uma camada de poeira avermelhada e fina, que transformou a paisagem e mudou a rotina dos moradores de algumas cidades do leste europeu.

VEJA MAIS

Nuvens de poeira são alerta para extremos climáticos
Episódios como esses estão cada vez mais frequentes e evidentes

Tempestades de poeira voltam a atingir cidades no interior de São Paulo
Fenômeno foi menos intenso do que os registrados nos dias 26 de setembro e 14 de outubro deste ano

VÍDEO: novas tempestades de areia atingem onze cidades
Interior paulista foi novamente varrido pelo fenômeno nesta quinta (14), duas semanas após últimas ocorrências

Conhecido como "calima" ("bruma", em tradução livre), este fenômeno meteorológico decorre de ventos quentes e fortes, carregados de pó de areia do deserto do Saara, e é comum, principalmente, no arquipélago atlântico das Canárias, situado no nordeste da África. No entanto, o episódio que vem ocorrendo na Espanha é apontado pelas autoridades como algo "extraordinário" e deve afetar também outras cidades europeias mais distantes, como Granada (ao sul) e Léon (nordeste).

A previsão é que a nuvem de poeira continue avançando em grande quantidade até a quarta-feira (16). O fenômeno também deve atingir a Holanda e a Alemanha

Chuva de Barro

Esse fenômeno acontece devido ao fato das tempestades no deserto do Saara criarem rajadas de vento na superfície do solo, que levantam partículas de areia e pó. Por conta da diferença de temperatura entre o ar quente, no alto, e o solo, que esfria, as partículas menores ficam suspensas no ar e as mais pesadas caem. Em seguida, o vento transporta as partículas até a Península Ibérica, espalhando-as por várias cidades da Europa.

Segundo especialistas, não se descarta a possibilidade de haver "chuvas de barro" sobre a Espanha, caso a bruma e as chuvas se encontrem. 

Veja relatos de Alessandra Oliveira, brasileira moradora de Setúbal, na região metropolitana de Lisboa, à margem sul do Tejo:

(Estagiária Maiza Santos, sob supervisão da editora Web de OLiberal.com, Adna Figueira)

Palavras-chave

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO