Indiano quer processar os pais por ter nascido sem ser consultado

Raphael Samuel acredita que pais não têm direito de ter um filho sem consentimento da criança

Um indiano de 27 anos quer processar seus pais porque eles não perguntaram sobre a sua vontade de nascer. Integrante de um grupo anti procriação, Raphael Samuel acredita que as pessoas não deveriam nascer para sofrer e que os pais não têm o direito de ter um filho sem o consentimento da criança.

“Não fomos perguntados se queríamos nascer. Nascer não foi sua decisão e você não pode ser responsabilizado por algo que não é uma decisão sua”, diz ele em um vídeo publicado no YouTube, que em usa óculos de sol e barba falsa.

Em entrevista para a BBC, Samuel afirmou que “a humanidade não faz sentido”, uma vez que “muitas pessoas estão sofrendo”. “Se a humanidade fosse extinta, a Terra e os animais seriam mais felizes”, afirmou.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!