Funcionário da polícia de Paris mata 4 pessoas a facadas em quartel

Responsável pelo ataque pode ter trabalhado para a corporação

Reuters

Um funcionário administrativo da polícia de Paris matou quatro pessoas em um ataque com faca no quartel-general da corporação nesta quinta-feira (3), e acabou sendo morto a tiros por um agente, disseram autoridades policiais.

Ainda não se sabe o que motivou o ataque, que ocorreu no coração da capital francesa, perto da catedral de Notre-Dame.

A área no entorno foi isolada e a estação de metrô mais próxima foi fechada por motivos de segurança, informou a RATP, empresa responsável pelos transportes públicos da cidade, no Twitter.

"Não sabemos seus motivos, não sabemos por que esse colega fez isso", disse Loic Travers, chefe local da Aliança da Polícia, à BFM TV.

"O responsável pelo ataque foi baleado por outro colega", acrescentou Travers.

O presidente Emmanuel Macron deve visitar o local ao longo do dia.

Citada pela rádio Franceinfo, uma autoridade policial disse que o homem tinha problemas com seu supervisor.

"Eu sei que havia tensões entre ele e seu supervisor direto", acrescentando que não julgava ser um ato terrorista.

Um porta-voz da polícia não comentou o assunto.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!