Golpes com boletos falsos são comuns na Black Friday; saiba como se prevenir

Um levantamento feito ao longo dos quatro principais dias de Black Friday em 2019, mostra que mais de R$ 31 milhões eram de origem fraudulenta

Redação Integrada, com informações do Tecmundo

A Black Friday de 2020 está marcada para acontecer na próxima sexta-feira (27), e vai ser a maior de todos os tempos. Dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), mostram que as vendas virtuais vão crescer 77% em relação ao mesmo período do ano passado, atingindo R$ 6,9 bilhões.

O aumento tem a ver com a adesão de novos hábitos de consumo pelos brasileiros, que passaram a realizar compras on-line com mais frequência durante a quarentena. No entanto, atrelado com a época de promoções estão os golpes, que aumentam consideravelmente nessa época do ano. 

Segundo um levantamento feito pela Konduto, dos R$ 1,3 bilhão em pagamentos analisados pela empresa ao longo dos quatro principais dias de Black Friday no ano passado, mais de R$ 31 milhões eram de origem fraudulenta.

O CEO e cofundador da PagBrasil, Ralf Germer, afirma que a cada ano as fraudes se tornam mais criativas. Ele diz que um tipo de crime muito comum são as páginas de e-commerces falsas, na qual o fraudador cria um site de produto idêntico ao de um grande varejista, porém em outro domínio. 

“O boleto bancário é o segundo método de pagamento mais utilizado no Brasil e, diferente dos cartões de crédito, é uma alternativa que não permite estornos. Os consumidores devem evitar, ao máximo, lojistas que tenham a intenção de finalizar a compra em aplicativos de conversas, na tentativa de convencê-lo a realizar uma transferência bancária com um super desconto”, explica.

Gemer diz o consumidor deve atentar aos detalhes  nos boletos bancários, que apresentam os últimos números do código de barras referente ao valor do documento – ou seja, se ele termina em 40235, significa que a quantia a ser paga é de R$ 402,35.

Ariane Pelicioli, especialista em pagamento por boleta, orienta que o consumidor verifique os documentos que receber. 

“Durante a Black Friday as pessoas costumam realizar diversas aquisições em um curto período de tempo. Por esse motivo, todos devem redobrar a atenção para pagar apenas os boletos que estiverem relacionados com as suas compras”, afirma.

Ela diz que verificar a autenticidade do site e a reputação do vendedor são outros fatores que ajudam na prevenção a boletos fraudulentos. 

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO