Filhote de 18 mil anos, perfeitamente preservado, pode ser transição ente lobo e cão

Cientistas ainda tentam entender a qual categoria animal pertence

Redação Integrada com informações do Extra

Um corpo de animal preservado no gelo da Sibéria (Rússia), no nordeste da cidade mais fria do mundo, pode ser o cão mais antigo encontrado ou mesmo um elo entre lobo e cães, pois data de quando os lobos estavam sendo domesticados pelos seres humanos.

O filhote de 18 mil anos foi chamado de Dogor - um trocadilho com "cachorro ou lobo" e "amigo" - foi tirado do gelo no verão de 2018 e é estudado por Love Dalén e Dave Stanton, ambos de 34 anos.

Eles tentam descobrir se Dogor se trata de um lobo ou de um cão, já que vem do período em que os cães foram domesticados.

O animal congelado preservou muitos aspectos, como os pelos, caixa torácica exposta, os olhos fechados e dentes preservados.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!