#if(!$m.request.preview.inPreviewMode)
CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X
#end

EUA pode banir TikTok se laços com empresa chinesa não forem cortados

Legislação sobre atuação do TikTok nos EUA avança para debate no Senado, enquanto a rede social enfrenta pressão para romper laços com sua empresa-mãe chinesa.

O Liberal
fonte

A rede social TikTok, popular entre os jovens, pode ser proibida nos Estados Unidos caso não rompa os laços com a ByteDance, sua controladora chinesa. A medida foi aprovada pela Câmara dos Representantes dos EUA e agora segue para votação no Senado. A plataforma tem aproximadamente 170 milhões de usuários no país.

As autoridades americanas estariam preocupadas com a influência do "governo comunista de Pequim", capital da República Popular da Cinha, na plataforma, alegando que a influencia pode ser usada para propagar "propaganda oficial". Tais alegações foram negadas pela empresa.

A legislação será debatida no Senado na próxima semana e o presidente norte-americano Joe Biden declarou que pretende assiná-la.

Apoio bipartidário

O projeto de lei recebeu suporte majoritário na Câmara dos Representantes, com 360 votos a favor e 58 contra, e foi vinculado a um pacote de ajuda para a Ucrânia e Israel. 

A nova legislação também prevê restrições adicionais para empresas de dados que vendem informações a adversários estrangeiros, além de autorizar a confiscação de ativos russos congelados em benefício da Ucrânia.

Embora haja opositores da medida, como o senador republicano de Kentucky, Rand Paul, é pouco provável que consigam retirar a questão do TikTok da matéria legislativa no Senado.

O CEO do TikTok, Shou Chew, liderou uma forte campanha de lobby, mas não conseguiu superar a preocupação bipartidária sobre a coleta de dados do aplicativo. 

Michael McCaul, um republicano do Texas e autor do projeto de lei, afirmou: "Este projeto de lei protege os americanos e especialmente as crianças da influência maligna da propaganda chinesa no aplicativo TikTok. Este aplicativo é um balão espião nos telefones dos americanos".

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO