Estudante de medicina vai dissecar cadáver e se choca ao ver que é do amigo

Aluno sai chorando da aula de anatomia ao reconhecer o corpo estendido na mesa

O Liberal
fonte

O choque psicológico que estudante de medicina Enya Egbe, de 26 anos, levou ao reconhecer o amigo no cadáver que ele iria dissecar na aula de anatomia levou a associação de anatomistas da Nigéria a pressionar por mudanças na lei. A entidade quer garantir que os necrotérios disponham de registros completos dos corpos doados às escolas, além do consentimento da família, para que casos como esse não ocorram mais. As informações foram divulgadas pela BBC.

Enya chegava a mais uma aula de anatomia, mas, ao ver o cadáver do amigo, saiu chorando, perturbado.

O caso aconteceu há sete anos, mas está vivo na memória do jovem. Ele lembra que, naquela tarde, na Universidade de Calabar, na Nigéria, os alunos estavam em torno de três mesas com um corpo em cada uma delas.

Quando ele se aproximou de uma das mesas, deu um grito e saiu correndo. O cadáver prestes a ser dissecado era de Divine, amigo do estudante. "Costumávamos ir a clubes juntos", lembra. "Tinha dois buracos de bala no lado direito do peito dele."

Oyifo Ana, um dos muitos alunos que correram atrás de Egbe para saber o que estava acontecendo, disse: "A maioria dos cadáveres que usamos na escola tinham marcas de balas. Eu me senti muito mal quando percebi que algumas daquelas pessoas poderiam não ser criminosos de verdade."

Egbe entrou em contato com a família do amigo que, aparentemente, junto com amigos, foi preso por agentes de segurança ao voltar para casa depois de uma farra. A família finalmente conseguiu recuperar o corpo de Divine.

Palavras-chave

Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO