Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Buraco gigante no Chile: entenda como surgiu e quais são os riscos

Desde o dia 30 de julho, um buraco gigante identificado no deserto do Atacama, que não para de crescer, passou a gerar preocupação no governo; saiba os riscos

Paula Figueiredo

Desde o dia 30 de julho, um buraco gigante identificado no deserto do Atacama, que não para de crescer, passou a gerar preocupação no governo chileno e nos moradores da região. Por isso, o Oliberal.com separou informações que explicam detalhadamente como surgiu a cratera, seu tamanho real e riscos, confira!

VEJA MAIS

Autoridades alertam para alto risco de colapso na área em torno de cratera gigante no Atacama
Buraco se formou de repente no final de julho e a área corre alto risco de novas rachaduras ou afundamento perto da mina de Alcaparrosa

Buraco gigante e misterioso surge no deserto do Atacama e preocupa autoridades
A cratera não oferece risco aos moradores e também não foi detectado nada dentro abertura no solo

Como surgiu o buraco?

O buraco surgiu no deserto do Atacama, em uma região chamada Tierra Amarilla, a 665 km da capital Santiago, no Chile. Não se sabe exatamente o que fez a cratera aparecer, mas a mídia local cogita a possibilidade de ser uma das consequências das atividades extrativistas.

O que tem na região?

Por ter minas de cobre, a região é superexplorada pela empresa canadense Lundin Mining LUN.TO, que possui 80% da propriedade. Inclusive, a Lundin foi acusada pelo governo chileno de ser uma das responsáveis pelo buraco. No entanto, estudiosos já afirmaram que as causas precisam ser estudadas

Qual é o tamanho do buraco?

Antes, o buraco tinha cerca 25 metros. Agora,  as autoridades falam em 50 metros de diâmetro e uma distância até o fundo de 200 metros.

O que tem no buraco?

Conforme o Serviço Nacional de Geologia e Mineração (Sernageomin), nenhum material foi encontrado além de água no fundo

Quais são os riscos do buraco?

De acordo com as autoridades, a área do buraco tem alto risco de colapso, com novas rachaduras ou afundamento. "Considerando que o referido cenário representa uma ameaça à vida e à integridade física das pessoas, o acesso à zona foi restringido até que os estudos técnicos o justifiquem", disse o Comitê de Gestão de Riscos de Desastres da região. 

(Estagiária Paula Figueiredo, sob supervisão de Tainá Cavalcante, editora web de OLiberal.com)

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO