Bebê indiano nasce com duas cabeças e três braços

Mãe desmaiou ao ver a criança. Ela e o marido já sabiam que esperavam gêmeos siameses

Com informações do portal Daily Mail

Uma mulher indiana deu a luz a gêmeos siameses raros. As duas crianças compartilhavam os mesmos órgãos internos, incluindo um só coração, porém com duas cabeças separadas. Os bebês nasceram no dia 23 de novembro.

Babita Ahirwar e seu marido, Jaswant Singh Ahirwar, já sabiam que esperavam gêmeos siameses, mas o nascimento da criança fez com que os pais entrassem em choque.

O caso é descrito como sendo dicephalus parapagus, tipo que engloba cerca de 11% dos casos de gêmeos siameses, de acordo com uma revisão histórica feita pelo Journal of Pediatric Surgery. Gêmeos dicephalus parapagus são unidos lado a lado pela pelve e/ou em todo o abdômen e no peito, mas têm cabeças separadas. Os gêmeos podem ter dois, três (tribrachius) ou quatro (tetrabrachius) braços e duas ou três pernas.

Segundo médicos do hospital Vidisha Sadar, onde nasceram os gêmeos, as crianças nasceram com três mãos, sendo que uma delas tinha duas palmas coladas uma à outra. O caso é inédito no local. Por isso, a equipe médica busca aconselhamento entre outros profissionais indianos para saber como proceder daqui para frente.

Ainda não se sabe se os gêmeos poderão ser separados, uma vez que os irmãos compartilham praticamente todos os órgãos internos.

Em entrevistas para agências de notícias, os pais disseram que ficaram inicialmente assustados, mas pretendem cuidar das crianças da melhor forma possível. “Foi um sentimento confuso quando as enfermeiras me entregaram o bebê. Inicialmente, pensei que fosse um gêmeo, mas quando as enfermeiras removeram a toalha, fiquei chocado ao ver nosso primogênito com duas cabeças e três mãos”, relembrou a mãe, Babita Ahirwar.

Babita soube que esperava gêmeos siameses por volta da 35ª semana de gravidez, porém só soube da real condição dos filhos após a cesariana. O pai das crianças, Jaswant Singh Ahirwar, disse que a esposa chegou a desmaiar quando viu os filhos pela primeira vez. “As pessoas estão dizendo muitas coisas, mas ele é meu bebê e eu o levarei para casa. Enquanto ele estiver vivo, eu o amarei e cuidarei dele”, disse a mãe.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!