Avião militar russo cai em prédio residencial na cidade de Yeisk na Rússia; veja

Ministério para Situações de Emergência informou que duas pessoas morreram

Emilly Melo
fonte

Um caça militar modelo Su-34 caiu na cidade de Yeysk, na Rússia, nesta segunda-feira (17). O bombardeiro russo tentava alcançar altitude para um voo de treinamento quando o incidente aconteceu. A informação foi divulgada pelo Ministério da Defesa do país, segundo a revista Isto É.

Segundo o Ministério para Situações de Emergência, quatro pessoas morreram, 15 estão hospitalizadas e seis desaparecidas após a queda da aeronave.

VEJA MAIS

image Otan e Rússia simulam ataques nucleares em meio à Guerra da Ucrânia
Especialista acreditam que aliança deveria adiar manobra

image Jornalista presa por criticar invasão na Ucrânia escapa da prisão domiciliar e foge da Rússia
Marina Ovsiannikova é ex-colaboradora do canal estatal de televisão da Rússia e havia sido acusada de espalhar notícias falsas sobre a guerra

image Europa ameaça destruir Exército russo se Putin usar bomba nuclear
União Europeia diz que reação seria convencional

Os pilotos conseguiram se ejetar, mas as imagens do acidente mostram que houve um incêndio no avião antes de ele se chocar com a construção. Segundo eles, a causa do acidente foi a ignição em um dos motores durante a decolagem. No local do acidente, o pátio de um prédio, o combustível da aeronave pegou fogo.

Yeysk fica no litoral do Mar de Azov e próxima de Mariupol, cidade ucraniana que foi alvo de um severo e longo ataque dos russos durante a guerra.

(*Emilly Melo, estagiária, sob supervisão de Keila Ferreira, coordenadora do Núcleo de Política)

Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO