Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Atentado com faca em jardim de infância deixa três mortos na China

Suspeito é um homem de 48 anos e está foragido, segundo a polícia local

Luciana Carvalho

Nesta quarta-feira (3), três pessoas morreram e outras seis ficaram feridas em um ataque com faca em um jardim de infância na China, segundo a polícia local. As informações são da Folha de S.Paulo.

De acordo com as autoridades, um homem de boné e máscara invadiu o prédio localizado na província de Jiangxi, sudeste do país, pouco depois das 10h (23h de terça, em Brasília). A polícia disse ainda que o suspeito, de 48 anos, continua foragido e que as forças de segurança pública estão fazendo o possível para capturá-lo.

Em um vídeo da cena, divulgado pela mídia estatal, um policial aparece carregando uma criança nos braços até uma ambulância. As idades das vítimas não foram divulgadas.

"Lobos Solitários"

Ataques em massa são raros na China, onde existem proibições estritas de porte de armas. Mas, nos últimos anos, os atentados com facas se multiplicaram. Em diversos casos, os ataques são direcionados a crianças ou adolescentes, e geralmente são cometidos pelos chamados "lobos solitários", que planejam e executam atos violentos sozinhos.

VEJA MAIS

Caças chineses sobrevoam Taiwan antes de Nancy Pelosi chegar e sirenes de defesa tocam na China
A líder do Congresso norte-americano está de visita a Taiwan

Avião da Força Aérea dos Estados Unidos pousa em Taiwan com Nancy Pelosi, apesar de ameaças da China
Pequim considera Taiwan parte de seu território e, portanto, entende a visita como uma provocação

Brasil e China debatem literatura infantil em evento
Encontro online vai reunir escritores renomados dos dois países, como Mauricio de Sousa

Só nos últimos dez anos, cerca de cem pessoas morreram e outras centenas ficaram feridas em ataques aparentemente descoordenados, atribuídos em grande parte a pessoas que guardam rancor contra a sociedade ou que possuem doenças mentais não identificadas.

Em abril de 2021, um jardim de infância em Beiliu, no sul da China, foi alvo de um atentado a faca, que deixou duas crianças mortas e outras 16 feridas. Em 2018, um homem que esfaqueou e matou nove crianças e feriu outras 11 no norte do país foi condenado à morte.

Em julho deste ano, quatro pessoas ficaram feridas em um atentado em um hospital de Xangai. Pouco mais de um ano antes, em junho de 2021, outro ataque com faca deixou seis pessoas mortas e 14 feridas nas ruas de Anqing, leste da China.

Na China, atos de violência contra crianças e adolescentes ressoam com destaque devido à baixa taxa de natalidade do país nos últimos anos. Na última segunda-feira (01), a China anunciou que sua população começará a diminuir a partir de 2025, após apresentar a menor taxa de crescimento populacional desde a década de 1950.

(Luciana Carvalho, estagiária da Redação sob supervisão de Keila Ferreira, Coordenadora do Núcleo de Política).

 

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO