Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Após matar mulher, cabra é condenada a três anos de prisão

O animal foi preso por atacar a vítima e lhe dar ‘chifradas’ até a morte

Maiza Santos

Uma cabra foi presa após matar uma mulher identificada como Adhieu Chaping, de 45 anos. Após o crime, o animal foi condenado a três anos de prisão. O caso aconteceu no Sudão do Sul, na região de Akuel Yol. Segundo relatos, o cabra teria dado chifradas na vítima até a morte

VEJA MAIS

Oração de São Francisco de Assis para a saúde e proteção do seu pet
São Francisco de Assis é padroeiro dos animais e do meio ambiente

Homem abandona cachorro que estava 'atrapalhando' e vira alvo de tiros
Segundo ele, pessoas dentro de um veículo o flagraram e começaram a questioná-lo. Os ocupantes do carro seriam os responsáveis pelos disparos

Na Pedreira, jovens fazem o resgate de gato em um canal e boa ação comove web; vídeo
O gato teria caído no canal e precisou ser retirado para não morrer afogado

As autoridades do local relataram que a vítima foi atingida no peito e nas costelas várias vezes. "A mulher morreu imediatamente. Nosso papel como polícia é dar segurança e separar as lutas. A cabra foi apreendida e atualmente está sob custódia em uma delegacia em Maleng Agok Payam", falou o porta-voz da polícia. 

Líderes tribais, responsáveis pela Justiça em várias regiões do país, decidiram dar a sentença de três anos de prisão ao animal. A cabra ficará reclusa em um acampamento militar. Além disso, a família da mulher e o dono na cabra, Duony Manyang Dhal, fizeram um acordo de indenização pela morte. Segundo acertado, o homem irá dar cinco vacas aos parentes da vítima. Após cumprir a pena, a cabra também será dada aos familiares da mulher morta.

(Estagiária Maiza Santos, sob supervisão da editora Web de OLiberal.com, Vanessa Pinheiro)

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO