Técnico do Remo festeja empate: "Temos que valorizar muito esse ponto"

Leão empatou com o Juventude-RS em 1 a 1 pela segunda rodada da Série C

Redação Integrada

O Remo empatou fora de casa, no primeiro jogo da Série C longe do torcedor. O Remo chegou a abrir o placar, mas cedeu o empate. O 1 a 1, no entanto, não é demérito, segundo o treinador do Remo, Márcio Fernandes, que lamentou a falta de atenção remista no gol do Juventude.

"Se tivéssemos um pouco mais de atenção, nós avisamos sobre esse tipo de jogada, foi trabalhada isso nos treinamentos. Estávamos vencendo com a bola no pé e não podiamos proporcionar ao Juventude o contra-ataque do jeito que foi e eles foram fatais. Empatar com o Juventude fora de casa não é desmerito para ninguém. Temos que valorizar muito esse ponto, pois empatamos com uma equipe forte e que está lutando para subir também", falou na entrevista coletiva. 

NA BRONCA

O gol tomado pela equipe azulina, de acordo com Fernandes, foi proporcionado pelo próprio Remo, em um momento em que o Leão estava com um jogador a menos em campo. 

"Nós contribuimos (para o gol do Juventude). Naquele momento, estávamos com a bola, com três jogadores no ataque, erramos um passe com o nosso volante aberto na lateral e isso consequentemente ocasionou uma superioridade do Juventude", disse. 

É PRECISO EVOLUIR

Para o treinador azulino, o Remo ainda precisa melhorar bastante para poder pensar em subir. "O Marcão ganhou quase todas as bolas em cima do Barian Rodriguez e isso fez com que tivessemos uma condição melhor dentro da partida, mas isso não dá certeza de nada para frente. Temos que trabalhar muito mais para chegarmos a um lugar que pensamos que é disputar o acesso", finalizou. 

Esportes