Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Torcedores relembram Remo x Operário, jogo que tirou o Leão Azul da Série D

Em 2015 o Leão venceu o Fantasma no Mangueirão lotado e garantiu o acesso para a Série C

Fabio Will / O Liberal

Nesta sexta-feira (6), às 16h, no Baenão em Belém, Remo x Operário-PR voltam a se encontrar depois de quase seis anos. A última vez em que se enfrentaram foi no dia 18 de outubro de 2015, pela Série D, no Estádio Olímpico do Pará, pelao jogo de volta das quartas de finais da Série D. Valia o acesso à Série C e o clube paraense venceu a equipe alvinegra por 3 a 1, com gols de Welthon, Eduardo Ramos e Aleílson, e fez a festa da torcida azulina que lotou o Mangueirão. Mas as comemorações não se limitaram ao estado do Pará, longe quase 3.400 quilômetros, teve torcedor azulino feliz e pagando promessa inusitada após o acesso.  

O torcedor Vitor Tobias, de 23 anos, era adolescente, mas viveu de perto toda essa angustia pelo partida que valia o retorno do Leão Azul à Série C. Tobias afirma que o acesso contra o Operário foi um dos momentos mais marcantes da sua vida, por tudo que o clube tinha passado em uma crise que não parecia ter fim.

“Antes do jogo do acesso foi uma ansiedade muito grande, quase não dormi a semana toda pensando, na expectativa da partida, depois de seis anos o Remo poder sair desse sofrimento, ano conturbado, com toca de gestão e que quase não se classifica no Parazão. No jogo a confiança era grande o Remo abriu o placar cedo e foi uma das maiores emoções que vivi, por tudo que o clube passou. Não tem como descrever aquele momento, só sentir mesmo”, disse o acadêmico de  educação física.

Ouça a história de Vitor Tobias:

 

Vitor Tobias presenciou o acesso azulino e garante que foi um dos dias mais felizes da sua vida (Arquivo pessoal)

Por outro lado, teve torcedor do Remo agoniado por não conseguir estar no Mangueirão. Smith Ryaj, de 29 anos, estava em Joinville (SC), onde reside até hoje. Torcedor fanático do Leão, não conseguiu voo para Belém e teve que achar outros azulinos na cidade para acompanhar a decisão.

“Esse ano foi bem marcante para todos os remistas. Nessa época estava fazendo faculdade e em período de prova, não poderia perder os testes e não consegui voo para Belém. Assisti na casa de dois amigos paraenses, que também torciam para o Remo e quase ‘derrubamos’ o prédio de tanto que nós comemoramos. Foi uma ansiedade muito grande, ao fim da partida chorei de alívio, por tanto tempo longe da Série C, ter ficado sem divisão. O filme que passa é esse”, disse o educador físico e também youtuber. 

Ouça a história completa de Smith Ryaj:

 

Assista aos gols do jogo

Smith não parou por aí. O torcedor azulino prometeu que se o Remo saísse de campo com o resultado positivo, ele iria beber, já que não costumava ingerir bebidas alcoólicas.

“Eu cumpri uma promessa neste dia, se o Remo ganhasse eu começaria a beber , pois não bebia na época. Até hoje estamos aí bebendo. Foi o dia do alívio, liguei chorando para a minha mãe. Não tenho muito o que dizer, só sentir mesmo”, disso sorrindo

Smith Ryaj comemorou o acesso do Remo longe de Belém (Arquivo pessoal)

Remo x Operário se enfrentam dessa vez pela 16ª rodada da Série B, o jogo é considerado de “seis pontos”, já que o clube paranaense está à frente do Leão na tabela com 21 pontos, já o Remo possui 19. A partida está marcada para esta sexta (6), às 16h, no Evandro Almeida e terá transmissão lance a lance com pré e pós-jogo no OLiberal.com.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM REMO

MAIS LIDAS EM ESPORTES