Estrela do Remo, Echeverría ainda não estreou

Meia não tem se destacado nos treinamentos

Nilson Cortinhas

Contratado para ser a principal estrela do Clube do Remo na temporada 2019, o meia Echeverría já está em Belém desde o final de dezembro, portanto, há mais de um mês. Ele se integrou depois de parte do elenco azulino pelo fato de ter jogado a Série B com a camisa CSA e ter, por legislação, obrigatoriamente, 30 dias de férias. 

Entre treinamentos físicos e técnicos, o atleta, até o momento, não se destacou a ponto da comissão técnica não colocá-lo para atuar nos dois primeiros jogos do Leão na temporada - vitórias contra São Raimundo e Tapajós.

O que causa até surpresa, principalmente, considerando a fase ainda irregular dos titulares. Nos dois jogos azulinos, o problema no setor de armação do Remo foi visível, sendo que os titulares, Wallacer e Samuel, não tiveram a dinâmica ofensiva necessária para abastecer o ataque - embora com três gols em dois jogos.   

O treinador do Remo, João Nasser, o Netão, comentou sobre o caso Echeverría e afastou a possibilidade de o atleta não estar atuando por um problema físico.

"É um jogador que (pausa) vem trabalhando forte. Mas, no momento, pelo modelo de jogo que temos como ideia principal, temos (outros) atletas que estamos conseguindo fazer, hoje, melhor", disse Netão, pausadamente, escolhendo as palavras.

"Temos um jogo contra o Independente e temos que entender o momento certo de colocar o atleta e fazer o revezamento de acordo com a necessidade. Pode ser que, no futuro, já tenha Echeverría para torcida ver", amenizou.  
 

Remo