Paysandu dá entrada com pedido de anulação da partida contra o Náutico no STJD

O clube bicolor fez isso no tempo limite para a ação

Redação Integrada

O Paysandu oficializou no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na noite desta terça-feira (10), a solicitação de impugnação da partida contra o Náutico, realizada no último domingo (08), no estádio dos Aflitos. A informação foi confirmada pela assessoria de Imprensa do Clube. A direção bicolor contratou o advogado Michel Assef Filho, que defenderá o clube no STJD. 

O presidente bicolor, Ricardo Gluck Paul, está no Rio de Janeiro e acompanha o procedimento. O argumento que o Paysandu utiliza é a tese do 'erro de direito' para impugnar a partida. A polêmica se dá em torno de um pênalti marcado a favor do Náutico-PE, aos 49 minutos do segundo tempo. O árbitro Leandro Vuaden apitou para a marca do cal depois de um lance em que a bola resvala em Uchôa após uma cabeçada de Caíque Oliveira. A marcação foi intensamente criticada por comentaristas de arbitragem.  

 O Paysandu foi eliminado da Série C pelo Náutico-PE na cobrança de pênaltis. O jogo terminou 2 a 2, com o Náutico marcando, por meio de pênalti, no último lance da partida. Com o triunfo, o time de Recife está na Série B de 2020. Mas com a ação a história pode mudar. 

Enquanto aguarda a resposta do STJD, o Papão se prepara para o jogo desta quarta-feira pela Copa Verde. O jogo será contra o Bragantino, às 21 horas, no Mangueirão, com transmissão lance a lance em OLiberal.com

 

 

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!