Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Paysandu anuncia apoio a campanha contra importunação sexual nos estádios

Campanha terá palestras sobre assunto e distribuição de folders antes das partidas

O Liberal

Na última segunda-feira (11) o Paysandu recebeu sua torcida para a partida contra o Botafogo-PB, válida pela segunda rodada do quadrangular de acesso da Série C. Antes da partida os jogadores do Papão entraram em campo com a faixa “Todos Contra Importunação Sexual nos Estádios de Futebol”, ação realizada em conjunto com o Remo e promovida pela Polícia Militar do Pará.

A campanha tem como objetivo inibir a prática de alguns crimes, como o  assédio, e garantir um ambiente cada vez mais seguro e agradável ao público feminino, que está cada vez mais presente nas arquibancadas do clube.

“Isso precisa ser respeitado e aceito de uma vez por todas. Tem mulher no estádio torcendo, jogando, trabalhando e estamos aqui para apoiar e acolher essas mulheres. A Polícia Militar está de parabéns pela iniciativa e estamos juntos nessa campanha para acabar definitivamente com esse tipo de situação nos estádios de futebol", ressaltou Eveline Maia, que lidera a Diretoria da Mulher bicolor.

Diretoria da Mulher do Paysandu junto com a PM durante a ação na última segunda-feira (11) (John Wesley / Paysandu)

Segundo o Coronel Helde Silva, a campanha surgiu após o primeiro Simpósio sobre Torcidas Organizadas nos Estádios de Futebol do Pará, em agosto deste ano, promovido pelo Batalhão de Polícia de Eventos (BPE).

“Fomos procurados por integrantes de torcidas organizadas femininas de Remo e Paysandu, que nos relataram que constantemente são vítimas do crime de importunação sexual nos estádios de futebol. De posse dessa informação, nós fizemos uma pesquisa junto ao público feminino que frequenta jogos e constatamos a existência de tal prática por ocasião dos jogos”, detalhou.

Ainda de acordo com o coronel, colaboradoras da PM estavam nos portões da Curuzu entregando folders da campanha e forneciam mais explicações sobre o assunto.

“A campanha vai até o fim do Campeonato Brasileiro. No interior do estádio, por ocasião dos jogos, a torcedora que for vítima de tal crime pode procurar os policiais de serviço, os quais já foram orientados a receber a denúncia e conduzir até a Delegacia as partes envolvidas”, reforçou Helde Silva.

(Beatriz Reis sob supervisão de Pedro Cruz, repórter do Núcleo de Esportes)

 
Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES