Hélio dos Anjos revela ligação com cidade do Juventude e rebate Pimentinha: 'Não vim falar dele'

Treinador do Paysandu falou com os jornalistas antes da viagem da delegação para jogo importante

Redação Integrada

O treinador do Paysandu, Hélio dos Anjos, conversou com jornalistas sobre vários assuntos. Entre eles, Pimentinha. Questionado se ainda contava com o atleta, que está afastado do estádio da Curuzu há uma semana, por opção do próprio atacante, Hélio disparou.

"Vou ser sincero. Não vim falar de Pimentinha nessa coletiva. A questão Pimentinha está num nível da direção executiva. Não quero me estender nesse assunto. Eu quero falar sobre o jogo contra o Juventude", disse. Além disso, Hélio avaliou outros assuntos, como o próximo adversário, o Juventude - jogo será sábado (13), em Caxias do Sul.

Leia trechos da coletiva:   

Juventude 

"É um dos clubes que acompanha bem. Trabalhei quatro vezes. Tenho uma filha casada com o rapaz de Caxias. O início do ano deles teve uma dificuldade grande. E uma Copa do Brasil fez tudo para o Juventude no aspecto financeiro e técnico. Cresceu diante de grandes equipes. Estabilizou financeira e tecnicamente. Entrou na Série C com uma equipe equilibrada, com conjunto forte. Não me preocupo com clima, probabilidade de chuva. Me preocupo com a boa equipe. No seu histórico positivo, eles sempre fizeram prevalecer mando de campo."

Papão

"Eles sabem que vão enfrentar o Paysandu que está numa crescente que também está se equilibrando. Acredito num jogo forte da nossa equipe. Os números estão sendo significativos. No último jogo, seis jogadores correram acima de 11 mil metros. Foi a melhor performance da equipe em termo de volume e intensidade. Não tínhamos intensidade. Eu vivo 24 horas o Paysandu. Queremos chegar no mata-mata que vai decidir as nossa vida no ano". 

Elieiton e outros jogadores

"Gosto do jogador paraense, agora precisamos ter todos os cuidados. Tecnicamente e taticamente, o Elielton tem condições de crescer. Ninguém tem vaga garantida na titularidade. É desempenho. Estou feliz com o Elielton e ascensão do Diego Rosa, dia a dia de treinamento do Vinícius. Tony tem tido um crescimento em todos os sentidos. A nossa humildade diz que precisamos melhorar e muito mais".  

Ataque 

"É um grupo de poucos gols. Do Juventude até o último, há poucos times com gol a mais que jogos feitos. Você não tomar gol é importante. Melhor é não tomar e fazer". 
 

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!