Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Em noite inspirada, Remo goleia Paysandu e sai na frente na disputa do título; vídeo

Jogo no Baenão foi vencido pelos azulinos, com direito a gols de Brenner e Anderson Uchôa. Campeão Paraense será conhecido na Curuzu, na próxima quarta-feira

Luiz Guilherme Ramos

Os primeiros 90 minutos da grande final do Parazão 2022 deram a vantagem ao Clube do Remo, que venceu o Paysandu por 3 a 0 e joga com a vantagem na partida de volta, na próxima quarta-feira, na Curuzu. 

O clássico Rei da Amazônia teve ingredientes de decisão. Muita velocidade nos primeiros minutos e boas jogadas de ataque, com leve predominância dos bicolores até os 10 minutos iniciais. O Paysandu começou melhor posicionado e antes dos cinco minutos já havia assustado a defesa remista. Apesar de ter mais posse de bola, os visitantes acabaram levando o primeiro gol numa jogada oportunista do ataque azulino.

Aos 10 minutos, Bruno Alves arrancou pela direita e cruzou na pequena área. Marco Antônio escorou de cabeça e Brenner completou para o gol, deixando o Remo na vantagem. Com o gol, os azulinos abriram mais as jogadas, aproveitando os espaços na defesa bicolor, sobretudo nas laterais. A resposta veio aos 20, num chute a longa distância de Marlon, bem defendido por Vinícius. 

VEJA COMO FOI A PARTIDA LANCE A LANCE:

O equilíbrio a partir dos 20 só foi quebrado após o Leão Azul perder uma chance de gol incrível, após Marco Antônio perder, sozinho, a chance de ampliar, isolando o cruzamento de Bruno Alves por cima do gol. O Papão ainda perdeu o meia Ricardinho por dores musculares, antecipando a entrada de Robinho no time.

Na volta da segunda etapa, os dois times voltaram sem mudanças, embora do lado azulino Anderson Uchôa tenha tomado o terceiro amarelo e está fora da final da próxima quarta. Os minutos iniciais foram mais truncados, com poucas jogadas de perigo. O Paysandu esteve levemente mais a vontade, com um escanteio e uma chance de gol até os 10 minutos. 

Confira os melhores momentos da partida:

Um vacilo da defesa azulina deu uma ótima oportunidade ao Paysandu, que interceptou passe errado para chegar na frente da área com Serginho, que chutou longe da trave. O Paysandu então fez duas mudanças, entraram Igor Carvalho e Toscano, nos lugares de Polegar e Henan. 

A arbitragem Fifa não comprometeu a partida, mesmo com vários cartões amarelos para ambos. A primeira boa oportunidade do Remo resultou no segundo gol. Aos 16, cruzamento pela esquerda foi desviado por João Paulo e Brenner, que estava no lance, saiu para comemorar a vantagem de 2 a 0. A arbitragem confirmou o gol para o atacante remista, que chegou ao sexto na temporada e segundo na partida. 

O uso de sinalizadores interrompeu o jogo por alguns instantes. No retorno, o Paysandu sentiu o desespero e lançou o time ao ataque, mas continuava com dificuldade para finalizar. Já o Remo pareceu sentir a vantagem e fechou a defesa, aproveitando as oportunidades de contra-ataque, que levaram aos gols da partida. 

Aos 34 o melhor chute do Paysandu saiu dos pés de Serginho, obrigando Vinícius a se esticar todo para evitar o gol. A mudança no time azulino veio aos 36. Saiu Marco Antônio para a vaga de Pingo. Ronald também saiu para a vez de Laílson. Nos últimos 10 minutos os dois times pareciam mais cansados, aproveitando-se mais dos erros do adversário. 

Quando a partida parecia morna, o Leão Azul provou que estava vivo, num belo gol de cabeça de Anderson Uchôa, aproveitando escanteio de Bruno Alves, aos 41. Com o 3 a 0 consolidado, o Remo se organizou em campo para ganhar tempo, até que aos 53, sob os gritos de 'Olé', o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães apontasse o centro de campo, encerrando a primeira partida da final do Parazão, vencida pelo Clube do Remo. 

Próxima partida

Remo e Paysandu voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, a partir das 20 horas, na Curuzu. A vitória azulina deu ao time a condição de jogar pelo empate. Na prática, o técnico Paulo Bonamigo perde o volante Anderson Uchôa, que levou o terceiro cartão amarelo. Além dele, o Remo ainda tem dúvida sobre Erick Flores. Do lado bicolor, o Paysandu não teve baixas por cartão amarelo, mas ainda tem a dúvida sobre a volta do atacante Danrlei e do volante Bileu.

Ficha técnica:

Local: estádio Evandro Almeida
Hora: 18h00 
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (FIFA-RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa (FIFA-RJ) e Fabrício Vilarinho da Silva (FIFA-GO)
Quarto Árbitro: Marco José Soares de Almeida (FPF-PA)

Cartões Amarelos: Anderson Uchôa, Daniel Felipe, Brenner, Marco Antônio, Henrique (Remo) Serginho, Robinho, João Paulo (Paysandu)
Cartões Vermelhos:

Remo: Vinícius; Ricardo Luz, Daniel Felipe, Marlon, Leonan; Anderson Uchôa (Henrique), Paulinho Curuá, Ronald (Laílson), Marco Antônio (Pingo); Bruno Alves (Marciel) e Brenner (Raul).
Técnico: Paulo Bonamigo

Paysandu: Elias Curzel; Polegar (Igor Carvalho), Genílson, Héverton, João Paulo; Mikael, Ricardinho (Robinho) José Aldo; Serginho, Marlon e Henan (Toscano).
Técnico: Márcio Fernandes

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES