Com hotel cedido aos profissionais da saúde, estádio do Paysandu passa por sanitização

Nesta terça-feira (26) a Curuzu será dedetizada

Fabio Will

Sem jogos, o estádio da Curuzu passou por sanitização em vários ambientes. A ação faz parte da prevenção de doenças como a gripes, tuberculose, além da covid-19. O clube bicolor tem ajudado os profissionais da saúde, ao ceder o hotel bicolor para médicos enfermeiros e técnicos de enfermagem que estão na linha de frente de combate ao novo coronavírus.

O gerente de estádio, Waldecir Alves Júnior explicou as medidas realizadas no “caldeirão bicolor” e ressaltou a importância de ações como essa para garantir a saúde de todos que utilizam a Curuzu.

“É um serviço próprio para esse momento que estamos vivendo, pois a sanitização combate bactérias, fungos, ácaros, mofo e vírus, inclusive o novo coronavírus. O estádio foi totalmente sanitizado, para reforçar a proteção dos nossos poucos funcionários que ainda estão trabalhando em carga reduzida. Fizemos isso pensando no torcedor que tem vindo buscar os kits de máscaras”, disse.

Vestiários, arquibancadas, academias, cabines de imprensa, tudo passou pela sanitização. Nesta terça-feira (26), o estádio também passará por uma dedetização, para reforçar a proteção contra insetos, ratos, baratas, mosquitos e cupim.

Cerca de 10% dos funcionários do Paysandu ainda trabalham no estádio alviceleste com a carga horária reduzida, que conta com um sistema de drive thru, para as entregas dos kits de máscaras e álcool em gel para os torcedores que adquiriram através do site.

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES