Candidato à presidência do Paysandu, LOP promete reestruturar o futebol, terminar o CT e fortalecer a base

O candidato foi o primeiro entrevistado do ‘Abre Jogo’ e falou desses e outros assuntos. Confira

Redação Integrada

O candidato à presidência do Paysandu, Luiz Omar Pinheiro, que representa a chapa Raiz, foi o primeiro entrevistado do programa ‘Abre o Jogo’ do portal OLiberal.com. O candidato falou das propostas para o clube, que envolvem a conclusão do Centro de Treinamento, mais apoio para a base, fortalecimento dos outros esportes, entre outros assuntos.

 

Confira os principais trechos da entrevista:

Propostas para melhorar o futebol

“É reestruturar o futebol para ganhar. Primeiro é acabar com executivo que vem de fora. Mais cuidado nas contratações. Voltar a valorizar a base. Reabrir a Curuzu e trazer o torcedor de volta.”

Questão financeira

“Ninguém sabe qual é o número real de sócio torcedores que o Paysandu tem. A marca Lobo diziam que era uma maravilha. E hoje aparece dando prejuízo para o Paysandu. Se não tem mais R$ 25 milhões para gastar, não vai gastar R$ 25 milhões. Se nos reorganizarmos a Lobo e fizermos um bom trabalho para ter sócio torcedor e a receita subir para R$ 15 milhões, eu vou dar uma bale. Porque com 5 eu fazia lotar o estádio, imagina com R$ 15 milhões.”

Base e CT

“O CT é prioridade da administração do Luiz Omar. E não se forma músico se não tiver instrumento. Então não pode formar jogador se não tiver campo e bola. Algo que o Paysandu não tem hoje. Porque o Paysandu revelou tantos jogadores na minha gestão? Porque tinha campo para treinar e estrutura para a base. Nós fizemos um acordo com a aeronáutica e a base treinava lá. O CT entra para isso para formar. O CT é primordial para ter no Paysandu jogadores oriundos da base. E eu faço cada campo no CT no R$ 250 mil ou R$ 300 mil. Porque se não tiver CT, o clube fica para trás. ”

Marca Lobo

“Hoje a administração atual não explica como foi feita a venda da marca Lobo. Nós temos uma equipe estudando para fazer a marca a trazer receita para o Paysandu e também fazer com que o torcedor possa comprar a camisa do clube. A Lobo vai vender camisa para o torcedor com o preço acessível e vai ter que dar receita para o Paysandu.”

Ajudar o Paysandu

O candidato ainda contou que vai usar o dinheiro do lançamento da chapa para doar ao clube e ajudar na construção do CT e pagar funcionários.

“O lançamento da chapa será simbólico. Pelo momento que a nação atravessa, pelo momento que o clube atravessa. Deve ser no pórtico do CT e todo dinheiro que iriamos gastar, vamos converter para ajudar no CT e pagar funcionários da Curuzu”, afirmou.

Na semana que vem, o entrevistado será o Mauricio Ettinger, atual vice-presidente do Paysandu e que vai concorrer à presidência pela chapa 'União Fiel'. 

A entrevista completa está disponível acima. 

 

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES