Após encerrar 'seca', artilheiro do Paysandu sobre partida com o Ferroviário: 'Jogo mais importante do ano'

Papão x Tubarão ocorre no domingo (22), às 18h, no Mangueirão

Andre Gomes

A vitória do Paysandu no início da semana contra o Imperatriz  recolocou o Bicola no G4 da Série C. Agora, o próximo adversário promete impor mais dificuldades que o time maranhense. O Ferroviário, sexto colocado, está apenas a três pontos do Papão e o artilheiro Nicolas reconheceu a importância da partida:

"Sem sombra de dúvida, considero o jogo mais importante do ano. Porque é uma equipe direta, respeitamos muito o adversário, mas temos uma meta muito grande e precisamos passar por isso. Para mim é o jogo mais importante do ano, temos que fazer por onde para conquistar o objetivo", afirmou o atacante, que pôs fim à sequência de cinco jogos sem marcar gols na vitória por 3 a 0 sobre o Imperatriz.

Confira a entrevista completa do atacante:

Caminho para vencer o Ferroviário:

"Acredito que a gente colocando em prática tudo o que vem fazendo, sempre respeitando o adversário, acredito que a gente consiga sair com o resultado positivo. Sabemos que só nós podemos dificultar ou facilitar o jogo. Sabemos as dificuldades que enfrentaremos, mas temos tudo para fazer um grande jogo, ter um bom desempenho para buscar os três pontos."

Pendurado:

"A gente acaba não entrando em campo [pensando nisso]. A gente fica preocupado por deixar o time na mão, mas a gente entra em campo e faz o trabalho, pois nessas horas não tem como lembrar do cartão. Seria muito triste para mim se eu levasse, mas espero que ali na frente eu consiga ter um pouco mais de cuidado para não levar o terceiro cartão."

Gol e pressão:

"Não, não tira. A minha preocupação é em contribuir com a equipe, fico chateado quando não consigo. Felizmente no último jogo voltei a marcar. Atingi uma marca de 15 gols na temporada, é muito bacana pra mim, conseguir ajudar com gol, assistência. Trabalhando, as coisas voltam a acontecer. Tranquilidade nunca me deixou. Vou errar, mas trabalho muito, sempre procuro estar evoluindo. O mais o importante é a equipe estar vencendo. Quando o Paysandu vence, me dá tranquilidade para trabalhar e é isso que importa".

Projeções:

"A gente pensa jogo a jogo. A situação na tabela só facilita com os nosso resultados dentro de campo. Óbvio que a gente olha a tabela, mas se preocupa sempre com o próximo jogo. A gente sabe que tem que buscar o resultado positivo, mas primeiro temos que pensar no próximo jogo para depois estar projetando."

Se estar no G4 traz tranquilidade:

"De forma alguma. A competição é muito equilibrada. Todo jogo é uma briga e disputa muito grande. Pelo contrário, nos deixa com o alerta ligado, não podemos vacilar, temos adversários à altura que estão buscando seu espaço. Temos que ficar mais concentrado, nos dedicarmos mais, para a gente se manter no G4 que é o lugar em que o Paysandu deve estar."

Jogos em casa:

"A gente tem três jogos em Belém, os três últimos. Então é bom, porque não precisa ter o desgaste das viagens, mas não tem mudado muita coisa, pelo fator torcida. Infelizmente não temos ela presencialmente no Estádio, mas se a gente não fazer por merecer, mas coisas não vem. Então serão três jogos difíceis em Belém."

Saída de Vinícius Leite:

"Temos que nos adaptar. Já teve partidas que jogamos sem ele, foi muito importante. Felizmente está buscando outros objetivos na carreira. Temos que saber lidar com essa perda, suprir o mais rápido. Temos companheiros à altura para dar conta do recado."

Trajetória:

"Difícil, não está sendo fácil para ninguém. A gente sabe onde erramos e acertamos, procuramos evoluir sempre. Trabalhamos muito para conseguir o objetivo final, mas não será nada fácil. Temos a reta final e acredito que a gente tem que estar muito bem concentrado para fazer o nosso trabalho."

Lição após eliminação contra o Náutico:

"Individualmente, falo muito isso porque tinha muitos jogadores que não estavam aqui ano passado. Mas nos caleja, faz aprender com algumas coisas. Espero termos superado isso, temos tudo para conquistar nosso objetivo e estamos preparados".

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES