Projeto de boxe 'Nocaute na Violência' promove 42 lutas no interior

Evento, em São Francisco do Pará, teve disputa de cinturão de campeão

Braz Chucre

O projeto social "Nocaute na Violência" teve a segunda edição de 2019 na cidade de São Francisco do Pará, no nordeste paraense, com participação de associações da capital e do interior e mais de 50 menores e adolescente no ringue armado na escola municipal Raposo. O evento fez parte de uma programação social e esportiva promovida pela prefeitura local.

O público presente foi significativo e agradou à organização. "Nós ficamos felizes. Isso mostra o crescimento do projeto. É uma vitória para quem começou do nada e nunca desistiu de trabalhar com menores", disse o idealizador do projeto há cinco anos, Zezé do Boxe.

Além dos menores em ação no ringue, ainda houve disputa de cinturão de campeão. As três principais lutas tiveram disputa de cinturão. Na categoria 52 kg, o atleta Michel Douglas, da Ozzi Boxe, de Marituba, venceu Lucas Print, de Outeiro, por nocaute técnico ainda no primeiro round. No programa anterior, Michel já havia derrotado Aldeci Oliveira, da academia Carlos Trindade de Mosqueiro. Os resultados garantiram a invencibilidade e o título estadual ao lutador.

Disleo Braga, da Rocky Balboa, ganhou por pontos de Tiago Santos, da equipe JP Maizena Top Team, pela categoria 69 kg. Já a categoria 57 kg está com a disputa em aberto, pois Giovani Santos, da JP Maizena Top Team não bateu peso na balança e não pode lutar contra Edinho, da MR/Muaná.

 

 

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!