Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Clubes debatem sobre retorno do Campeonato Paraense de Remo

O certame foi suspenso logo depois da primeira regata. Ainda faltam quatro provas a serem realizadas

Braz Chucre

O Campeonato Paraense de Remo de 2020 teve sua primeira regata no dia 31 de março, vencida pelo Paysandu. E assim como outras competições esportivas, o campeonato está ameaçado de não ser concluído em função da pandemia da Covid-19. Remo e Tuna se manifestaram contra o retorno da competição neste ano, já  Paysandu e Associação Guajará, mesmo aguardando liberação de atividades por parte do Governo, estão na expectativa da volta da competição.

 A segunda regata seria disputada no dia 17 de maio e terceira agora, dia 14. Ambas foram canceladas para evitar aglomeração de pessoas e infringir regras de combate à pandemia.

O presidente da Fepar, Luciel  Caxiado,  ao ser indagado sobre o retorno das provas, contou o seguinte. “A Fepar só vai  começar a ver isso quando o governador revogar o decreto n. 777 de 23/05/2020 que determinou fechamento dos clubes devido a pandemia. Então, só a partir da revogação do decreto é que vamos dar início à conversa com os clubes".

O Clube do Remo, segundo o diretor Jhon Vasconcelos, determinou que a garage náutica do Clube do Remo estará em funcionamento apenas no segundo semestre - quando tudo estiver dentro da normalidade.

“A questão do campeonato fica à cargo da federação se posicionar e ver se os clubes concordam. Além disso, o preparo para uma regata leva, no mínimo, acarreta dois meses de treinamentos. O clima está ruim para o retorno”, revela.

Diretor da Tuna, João Bosco Coelho foi decisivo na resposta: não. E adiantou. “Nós não temos condição, os nosso atletas não estão parados. No momento, estamos cuidando da nossa sede”, ressaltou.

O Paysandu está com atividades suspensas e, segundo coordenador Afonso Sarmanho, aguarda ordem do diretor Antônio Couceiro para voltar aos treinos. Afonso é favorável ao retorno do campeonato a partir do mês de setembro. “Acredito que em julho ou em agosto retornaremos aos treinos. O Paysandu aguarda o posicionamento da Fepar para a definição do calendário, contudo, acho muito difícil a realização das quatro provas restantes. Vamos aguardar”, comentou.

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES