Novo destino? Saiba o que vai acontecer com os estádios utilizados na Copa do Mundo do Catar; veja

O pequeno e rico país árabe construiu vários estádios para o torneio, mas não deve permanecer com eles, haja vista a pouca tradição do esporte no país

Luiz Guilherme Ramos
fonte

Depois de investir cerca de 220 bilhões de dólares para sediar uma Copa do Mundo, sendo esta a mais cara da história, o Catar deve desfazer parte do seu investimento, principalmente nas sete arenas construídas para o evento. Foram bilhões investidos, mas, ao término do evento, a estrutura utilizada deve ganhar outras finalidades. 

Pelo menos é o que pretende o governo do país, chefiado pelo emir Tamim bin Hamad Al Thani. Ao todo, foram sete arenas com contêineres, que terão os mais diversos fins: de hotel de luxo a desmontagem parcial, doação de parte das estruturas e diminuição da capacidade. 

SAIBA MAIS

image Copa do Mundo: Saiba qual a maior distância entre estádios no Qatar, menor país a receber o mundial
O país é quatro vezes menor que a Suíça, anteriormente menor país a receber uma Copa; seleções serão beneficiadas, mas país terá desafios logísticos no recebimento de torcedores


image Copa do Mundo 2022: a dois dias da abertura, Catar proíbe venda de bebida alcoólica nos estádios
Nesta sexta-feira, a família real do país decidiu proibir a venda de cerveja no entorno dos estádios, como a Fifa e o Comitê Organizador haviam anunciado


image Copa do Mundo 2022: Alvo de polêmicas, estádio é considerado o mais sustentável da história da Copa
Seleção se classificou para as oitavas de final no Estádio 974 e pode jogar esta mesma fase na praça esportiva

Estádio 974 será desmontado

O estádio 974, por exemplo, local onde o Brasil venceu a Coreia do Sul, será totalmente desmontado, um fato inédito na história do evento. Toda a estrutura que compõe o espaço será doada e, futuramente, a arena será reconstruída em outro local. África e Uruguai estão no radar para receber os contêineres. 

Estádio 974 será desmontado e contêneres enviados para outros países (Tarso Sarraf/O Liberal)

O estádio Lusail, com capacidade para 80 mil pessoas e palco da final da Copa, também será desmontado após o mundial. Outra arena que deve sofrer mudanças radicais é a Al Janoub, que sediou sua última partida nesta segunda-feira (5), na partida entre Japão e Croácia. A capacidade será reduzida dos atuais 40 mil para 20 mil lugares e será cedido para o Al-Wakrah, clube do país. Parte dele, no entanto, deve ser utilizado em finalidade beneficente. 

Outra mudança brusca de finalidade deve ocorrer no estádio Al Bayt, que tem capacidade para 60 mil pessoas. Após a Copa do Mundo, o espaço abrigará um luxuoso hotel, que terá uma arena de 32 mil lugares. O Cidade da Educação terá capacidade reduzida para 25 mil pessoas, 15 mil a menos do que o público visto nos jogos da Copa. Além disso, ele será a casa da seleção feminina de futebol do Catar e palco de atividades com a comunidade do entorno. 

Lusail é outra arena com destino selado após a Copa. (Divulgação/Comitê Organizador Qatar)

 

 

Os estádios Ahmad Bin Ali e Al Thumama devem sofrer redução de 40 mil para 20 mil pessoas. O primeiro será casa do  Al-Rayyan e terá também campos de críquete, futebol, quadras de tênis e outras modalidades, enquanto o segundo terá uma clínica de medicina esportiva, centro de pesquisas e inovação energética, campos de futebol, quadras de ginásticas e pistas de ciclismo. 

O único estádio a não ser levantado do zero, o Khalifa Internacional, que inclusive teve capacidade ampliada de 40 para 50 mil pessoas, deve retornar à capacidade original e passa a abrigar a seleção masculina do país, além de ser a principal arena de atletismo do país.  

Futebol
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES