Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Com prefeito de Belém e CBF, dupla Re-Pa reúne hoje para decidir volta dos torcedores aos estádios

Leão, Papão e Tuna reúnem nesta manhã com o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues; Presidente do Remo criticou postura da prefeitura em relação à volta dos torcedores ao estádio

O Liberal

Chegou o grande dia! Após uma semana recheada de polêmicas, reunião com CBF, orientações de apenas 20% de capacidade de público nos estádios, dada  Prefeitura de Belém e reclamação direta por parte do presidente do Remo em uma coletiva de imprensa, a prefeitura de Belém decidiu marcar uma reunião para hoje, com representantes do Remo, Paysandu e Tuna, para debater o aumento da capacidade para 30%.

O presidente do Remo não poupou críticas à Prefeitura de Belém e questionou bares e casas de shows abertas, sem a apresentação de inquérito epidemiológico, duas doses de vacina e utilizando capacidade máxima, diferente do futebol que segue um rígido controle na entrada de pessoas no estádio, isso influenciaria diretamente no bolso dos clubes, já que uma partida irá gerar em torno de R$60 a R$80 mil de despesas, obrigando o clube a colocar ingressos com preços elevados à torcida.

“Temos vários problemas envolvendo isso. Existem sócios e pessoas que pagaram o ingresso do "jogo da luz" e, por isso, estão com entradas garantidas. Além disso, temos gratuidades. Dessa forma, sobrariam para a venda apenas 300 ingressos. Temos pela cidade toda bares e shows lotados, com pessoas sem máscara. Aqui no estádio não. Todos passariam por rígidos protocolos. Queria entender porque eles acham que só no futebol se pega covid-19", reclamou Fábio Bentes.

Outra reunião

Além do encontro com a prefeitura na manhã desta sexta, o presidente do Remo vai reunir com os clubes da Série B e dirigentes da CBF, em um conselho técnico, para debater a volta dos torcedores aos estádios na Segunda Divisão. Na primeira reunião, ficou decidido que para ter público na Série B, seria necessário ter 80% das cidades envolvidas (total de 16) liberadas pelas prefeituras, governos em conjunto com os órgãos de saúde. No primeiro encontro, nove cidades estavam aptas, porém, os clubes precisam de 13 cidades e hoje documentações dos municípios envolvidos serão repassadas novamente à CBF. A reunião está marcada para às 15h e será por videoconferência.

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES